Um aluno da Escola Secundária D. Dinis, em Coimbra, realizou um “workshop” inédito sobre columbofilia, com o objetivo de dar a conhecer a modalidade. O momento contou até com uma largada de pombos.

Assumindo-se como “apaixonado pelo desporto fantasma que só alguns conhecem”, Flávio Camões, de vinte anos, é columbófilo desde criança.

Natural e residente em Coimbra, descobriu o mundo da columbofilia aos doze anos e nunca mais o largou.

Está a terminar o curso profissional de Técnico de apoio à Gestão Desportiva no âmbito do qual realizou formação, em contexto de trabalho, na Federação Portuguesa de Columbofilia (FPC).

O “workshop”, realizado no passado dia 4 de abril, constituiu a Prova de Aptidão Profissional do aluno. A sessão decorreu da parte da tarde e estiveram presentes cerca de 70 pessoas, a maioria estudantes, que mostraram uma grande curiosidade e interesse em relação à modalidade.

Na parte da manhã, o aluno realizou uma largada de pombos-correio no recinto escolar.

Flávio Camões realizou já a primeira parte do estágio, em contexto de trabalho, na FPC, tendo obtido uma classificação de 19.88 valores.

A iniciativa do jovem columbófilo foi de imediato apoiada pela FPC que vê nela uma oportunidade de difundir a modalidade junto dos mais jovens.

No âmbito da sua responsabilidade social, a FPC incentiva e apoia todas realizações que se relacionem com a promoção da columbofilia, nas suas diferentes vertentes de competição e lazer e como um desporto para todos.

 

Fonte: Federação Portuguesa de Columbofilia (FPC)