A Cidade Desportiva da Associação de Futebol de Aveiro vai nascer junto ao Estádio Municipal de Aveiro, depois de ter sido celebrado, ontem, o contrado de comodato entre a autarquia local, representada pelo edil Ribau Esteves, e a AFA. A cerimónia antecedeu a apresentação do livro “AFA – A caminho dos 100 anos”, da autoria da jornalista Cláudia Oliveira.

A primeira fase da Cidade Desportiva arranca em breve. Ela contempla a vedação do terreno e a construção de um campo relvado, devendo ficar concluída até ao final deste ano. Posteriormente, a AFA irá convocar uma reunião magna na qual será votada a venda da atual sede, em Esgueira, já que o plano da Cidade Desportiva contempla a construção de um novo edifício para esse fim.

Arménio Pinho, presidente da AFA, revelou que este “é o primeiro passo para a centralização da atividade da associação”, mostrando-se confiante de que o projeto ficará concluído num prazo de cinco anos, ou seja, a tempo das celebrações do centenário da AFA.

 

AFA caminha para o centenário

Um dos pontos altos da cerimónia foi a apresentação do livro “AFA – A caminho dos 100 anos”, da autoria de Cláudia Oliveira. Um ano e meio de pesquisas e inúmeras conversas com figuras do passado e do presente do futebol e do futsal distritais deram origem a uma obra completa, essencial para quem pretender conhecer a história de uma das mais importantes associações do país. O prefácio do livro é assinado por Manuel Alegre, neto de Mário Duarte, fundador da AFA.

“Disse o Padre António Vieira que “para falar ao vento bastam palavras” e que “para falar ao coração são necessárias obras”. “A história de 95 anos da Associação de Futebol de Aveiro fala por si e está à vista de todos”, referiu Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, que esteve presente numa cerimónia em que foram igualmente assinados protocolos de homologação de provas no âmbito da recreação e lazer nos concelhos de Santa Maria da Feira, Águeda, Murtosa, Ílhavo e Mealhada.

 

Fonte: Associação de Futebol de Aveiro