Promover uma maior consciência ambiental e proteger o nosso planeta são objetivos que a Câmara de Águeda procura implementar através de vários projetos. O Escolas com Pedal é um deles, no âmbito do qual lançou um desafio aos estabelecimentos de ensino do concelho para que incentivassem os alunos a deslocarem-se para a escola de bicicleta.

“As crianças que usassem a bicicleta como meio de transporte nas suas deslocações para as escolas durante vários dias receberiam como prémio uma mochila alusiva ao projeto. O repto foi aceite por várias escolas, que testemunham o sucesso da iniciativa, com vários alunos a aderirem à ideia e a continuarem a optar por este meio suave de mobilidade nas suas deslocações diárias”, lê-se num comunicado do Município de Águeda, que acrescenta que “aderiram a esta iniciativa mais de setenta alunos de quatro estabelecimentos de ensino: Escola Básica Prof. Artur Nunes Vidal (Fermentelos), Escola Básica de Aguada de Cima, Escola Secundária Marques de Castilho e Agrupamento de Escolas de Valongo do Vouga”.

Ontem, as mochilas foram entregues a todos os alunos, ocasião que foi aproveitada para assinalar também o Dia da Terra. “Cada mochila continha kits de sensibilização ambiental, nomeadamente e entre outros, uma garrafa reutilizável, uma caneca em metal esmaltado, um colete refletor e uma bandana”, desvenda a Autarquia.

Na Escola Secundária Marques de Castilho (sede de agrupamento), Edson Santos e Elsa Corga, respetivamente vice-presidente e vereadora da Educação da Câmara de Águeda, fizeram a entrega simbólica destes kits aos alunos, em reconhecimento pelos seus esforços em prol do ambiente, na presença do diretor do agrupamento, Francisco Vitorino, e do coordenador do Programa Eco-Escolas, Albano Fernandes.

“Defendemos uma aposta estratégica e sustentada nos meios suaves de mobilidade e o projeto Escolas com Pedal sensibiliza precisamente os alunos e comunidade escolar para a promoção e uma maior utilização da bicicleta”, disse Edson Santos, congratulando os alunos pelo esforço e empenho que têm demonstrado na escolha deste tipo de mobilidade para as suas deslocações.

Neste momento simbólico e aproveitando para assinalar a efeméride do Dia da Terra, os alunos “plantaram” moinhos de vento no jardim interior da Escola Secundária Marques de Castilho, uma iniciativa no âmbito do Programa Eco-Escolas, numa alusão à importância da preservação e proteção da terra.