As onze escolas do concelho da Mealhada galardoadas pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) hastearam, esta quinta-feira, as bandeiras Eco-Escolas no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Terra e do Dia Internacional Eco-Escolas.

O hastear da bandeira verde à porta de cada uma das escolas é apenas o ato simbólico de um projeto que envolve alunos, professores, Agrupamento de Escolas e Câmara Municipal da Mealhada e comporta inúmeras atividades como a criação de hortas biológicas, jardins, atividades de recolha de lixo e limpeza e criação de compostores orgânicos nas escolas. Implica também sessões relativas ao 7 R’s da sustentabilidade – Repensar, Recusar, Reduzir, Recuperar, Reutilizar, Reciclar e Reintegrar – para todos os alunos do quinto ao nono ano de escolaridade, realizadas pelo Centro de Interpretação Ambiental da Mealhada.

Os estabelecimentos distinguidos, este ano, pela ABAE são a EB2 da Mealhada, o Centro Escolar do Luso, o Jardim de Infância e a EB1 de Casal Comba, o Centro de Assistência Paroquial da Pampilhosa, a Escola Profissional Vasconcellos Lebre e os jardins de Infância da Antes, Pampilhosa, Canedo, Quinta do Valongo e Carqueijo.

O Eco-Escolas é um programa internacional da “Foundation for Environmental Education”, desenvolvido em Portugal desde 1996 pela ABAE. Pretende encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pela escola, no âmbito da Educação Ambiental para a Sustentabilidade. Trata-se de um programa coordenado a nível internacional, nacional, regional e de escola.

 

 

Fonte: Município da Mealhada

Fotografia: Hastear da bandeira Eco-Escolas com o vice-presidente da Câmara da Mealhada, Guilherme Duarte, na EB2 da Mealhada.