O Município de Anadia aprovou, esta sexta-feira, medidas extraordinárias para apoiar o tecido social e económico do concelho, tentando reduzir os efeitos da crise causada pela pandemia de COVID-19. “ANADIA estamos JUNTOS” é o slogan deste pacote de medidas que pretende ajudar à devolução da estabilidade às famílias e empresas.

No âmbito da ação social, além das diversas linhas de atuação que a Câmara já dispunha e que se mantém activas, alargou as mesmas a famílias cuja situação socioeconómica tenha sofrido alterações provocadas pela pandemia que estamos a viver, resultando em perda, parcial ou total, de rendimentos do agregado. Estas famílias podem beneficiar de uma linha específica criada, que pode ir até três meses de apoio em dinheiro e/ou bens alimentares, que estará disponível através de candidatura nos Serviços de Acção Social da Câmara Municipal.

Outra das medidas aprovadas, e que tem um impacto transversal a toda a sociedade (Cidadãos, Comércio, Indústria, Instituições e outras) está relacionada com facturação dos serviços básicos de abastecimento de água, drenagem de águas residuais e recolha de resíduos urbanos. Serão três meses (Maio, Junho e Julho) em que a factura da água chegará com reduções ou, em muitos dos casos, isenção total de pagamento, com especial incidência para famílias carenciadas, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia (AHBVA), Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), Comércio, Indústria, Juntas de Freguesia e Associações. Redução que também se fará sentir na factura de todos os consumidores domésticos.

Além da medida mencionada anteriormente que terá um forte impacto na redução das despesas da AHBVA e IPSS, a Câmara Municipal tomou ainda a decisão de antecipar para agora a ajuda financeira que costuma dar no final de cada ano a estas instituições, assim como o reforço financeiro da mesma, através de um apoio extraordinário quer para os Bombeiros quer para as IPSS com estrutura residencial para idosos e/ou serviço de apoio domiciliário.

Na acção social escolar, o Município de Anadia, dando continuidade à acção que já desenvolveu este mês junto do Agrupamento de Escolas de Anadia, aprovou a aquisição, de preferência no comércio local, de mais material informático e serviços de internet para disponibilizar, já no próximo ano letivo, a alunos do concelho que não disponham nem de meios tecnológicos, nem de capacidade financeira para os adquirir, pretendendo, assim, com esta acção, criar maior igualdade nas condições de acesso ao ensino à distância.

As medidas de apoio à atividade económica do concelho incluem a isenção do pagamento de taxas municipais para requerimentos de ocupação de espaço público e publicidade e também de taxas a cobrar no Mercado Municipal de Anadia. A isenção abrange ainda rendas referentes a edifícios/espaços municipais arrendados e/ou concessionados.

 

Clientes do comércio local acumulam pontos em cartão

Para o comércio local e tradicional, o Município de Anadia criou um programa que visa promover e recuperar o consumo, incutindo aos cidadãos o hábito de comprarem nos estabelecimentos locais e que inclui quatro medidas.

A primeira é direccionada à ligação das pessoas aos comerciantes e consiste numa forte campanha de promoção do Comércio Local e Tradicional, divulgando este tipo de comércio em diversos meios, através de vídeos promocionais e de publicidade. A autarquia irá, também, disponibilizar sacos com mensagens impressas alusivas à promoção do comércio local e tradicional.

A segunda medida está relacionada com a confiança e segurança, através da criação de um selo distintivo para espaços comerciais, que se consubstanciará num dístico visível à entrada de cada estabelecimento comercial, que indica o cumprimento das regras de higiene e segurança, definidas no âmbito do combate à COVID-19.

A fidelização é o objectivo da terceira medida de apoio, que passa pela criação e estruturação de um cartão eletrónico, a disponibilizar no segundo semestre do ano, que vai permitir aos consumidores a acumulação de pontos por cada compra que façam no comércio local, podendo, posteriormente, trocar os mesmos por descontos e serviços disponibilizados pelo Município de Anadia.

O quarto eixo de acção é direccionado à promoção dos espaços comerciais que passa pela agregação de todos os comerciantes do concelho numa plataforma digital, criada especificamente para este fim. Numa primeira fase, a implementar concluída e activada no início do segundo semestre do ano, esta plataforma será uma montra de cada um dos espaços do comércio local e tradicional de Anadia, evoluindo, posteriormente, para a possibilidade de proporcionar as próprias vendas on-line.

O programa municipal virado para o tecido económico de Anadia não esqueceu as empresas do concelho que dependem da exportação. O alargamento do programa à participação de empresas do concelho em certames nacionais e internacionais, para o ano de 2021 (em virtude do cancelamento dos certames em 2020), é uma das medidas delineadas complementada pelo trabalho a desenvolver com AICEP, IAPMEI, ACIB e AIDA e o envolvimento e constante diálogo com a diáspora Anadiense pelo mundo fora, fortalecendo as relações e, assim, estimulando as ligações comerciais.

Este vasto programa contempla ainda o apoio à empregabilidade, em articulação com a Associação Comercial e Industrial da Bairrada e o Instituto do Emprego e Formação Profissional. Neste caso, pretende-se atrair novas empresas para o concelho e divulgar ofertas de emprego.

 

“É tempo de relançar a economia do concelho”

Segundo a presidente da Câmara Municipal de Anadia, Teresa Cardoso, “é tempo de relançar a economia do concelho e de retomar o caminho do crescimento sustentado e da qualidade de vida”. As medidas complementares agora anunciadas cumprem o “dever especial de proteção autárquica a munícipes, famílias, associações e empresas”. Direcionar, “de forma responsável e atempada, recursos financeiros do orçamento municipal, que contribuam para apoiar os anadienses no combate aos efeitos causados pela COVID-19”, é, para a autarca, “necessário e prioritário”.

Todas as medidas até agora criadas pelo Município de Anadia para conter a propagação do novo coronavírus e, consequentemente, reduzir os efeitos da crise que tem afetado o concelho, representam um investimento de 800 mil euros. O “Programa Municipal de Apoio Extraordinário ao Tecido Social e Económico”, documento onde constam todas as medidas implementadas desde o início de março, pode ser consultado em www.cm-anadia.pt. Este programa vigora até ao final de 2020, podendo sofrer ajustes em função da evolução da situação epidemiológica e de normas e orientações provenientes da Direção-Geral da Saúde e do Estado.

 

 

Fonte: Município de Anadia