O Tribunal de Contas aprovou o visto de aquisição de quotas da Escola Profissional Vasconcellos Lebre por parte da Câmara da Mealhada. A novidade foi dada por Rui Marqueiro, presidente da Autarquia, na reunião do executivo, que se realizou na manhã de ontem, 28 de outubro.

Satisfeito com a decisão, o autarca disse ainda que a EPVL – cuja a propriedade cabe à Caixa de Crédito Agrícola em 35,9%, à Associação Recreativa de Ventosa do Bairro e ao Jardim de Infância Dr.ª Odete Isabel, em 10% por cada, e o restante à Autarquia – tem em mãos “dois grandes projetos”, uma candidatura a um Centro Qualifica e já em vigência dois cursos superiores em horário pós-laboral, fatores que levarão a que a escola tenha que sofrer algumas obras, nos próximos tempos.

 

 

MSL