Já começou a festa mais brasileira de Portugal: o Carnaval Luso Brasileiro da Bairrada. Durante cinco noites, dois dias e três desfiles, o centro da cidade da Mealhada está no fim-de-semana mais aguardado do ano, que só termina na próxima terça-feira, dia 5 de março. Em 2019, a realeza do evento cabe ao ator brasileiro Igor Marchesi e à atriz e apresentadora portuguesa Inês Simões.

Durante todo o dia da passada sexta-feira, as quatro escolas que desfilam nos corsos do Carnaval Luso Brasileiro da Bairrada ainda estão de volta dos últimos preparativos para a apresentação da noite passada na Tenda. Foi, assim, dado um “cheirinho” daquilo que as escolas desfilarão nos dias 3, 4 e 5 de março. A noite terminou com Samba B.

Hoje, sábado, Axé Brasil & Toque Social animarão a Tenda e no domingo estará a cargo do Samba do Chalé. Na segunda-feira, depois do corso noturno, subirá ao palco Nuno Bastos e na terça-feira Pegada Careoca. As entradas nos espectáculos noturnos são gratuitas e, com exceção de segunda-feira, começam todos a partir das 22h 30m

Os momentos mais aguardados para foliões e público são os corsos, este ano, com a realização de um noturno na noite de segunda-feira, a partir das 21h 30m, depois de no ano passado ter corrido bem, mesmo tendo sido organizado em “tempo recorde”.

Alexandre Oliveira, presidente da direção considera-o “uma mais valia e um acrescento de qualidade para o nosso Carnaval”. E as escolas aplaudem, confessando, contudo, que será um ano “mais cansativo”. “Não vai ser fácil, mas faz todo o sentido! É, sem dúvida, um desfile diferente”, afirma Juvenal Santos, presidente da direção dos Sócios da Mangueira, que acrescenta que “não haverá eventos em outros locais e, portanto, contamos com afluência de público nessa noite”.

Com expetativas “altas” para esta edição dos festejos carnavalescos está também Rita Fernandes, presidente da direção do Batuque. “Três desfiles seguidos vai ser puxado, ainda para mais porque, quem anda nisto sabe, que há fatos que magoam e que vai ser mais difícil e cansativo, mas sabemos o quanto isto é bom para o nosso Carnaval e desfilamos com todo o gosto”, disse ainda a dirigente.

“Há vários anos que as escolas solicitavam um desfile noturno”, garantiu-nos também Gisela Oliveira, uma das carnavalescas dos Amigos da Tijuca. “Os fatos ganham outra cor e brilho”, enfatiza, confessando que em cada um “estão horas e meses de trabalho” e que, desfilarem três corsos, “é sempre melhor!”. Para além disso, defende Rita Ramos, presidente da direção da mesma escola, “possibilita que foliões de outros carnavais nos venham ver”.

“Quem corre por gosto não cansa!”, remata ainda Fátima Lopes, presidente da direção da escola de samba Real Imperatriz.

A entrada em cada um dos três corsos é de cinco euros por pessoa. Quem quiser usufruir de bancada pode fazê-lo mediante o pagamento de mais três euros. Nos corsos das tardes de domingo e terça-feira, que têm início às 15 horas, o desfile termina com a alegoria real onde estarão Igor Marchesi e Inês Simões.

O brasileiro Igor Marchesi, que reside em Portugal, é conhecido do público pela participação nas novelas “Coração D’ouro” (SIC), “Ouro Verde” (TVI) e “Fina Estampa” (Rede Globo). Já Inês Simões foi Miss Portugal e participou em diversas séries, tais como, “Morangos com Açúcar”, “Fala-me de Amor”, “Bem vindo a Beirais”, entre outras.

Na edição de 2019, voltará a realizar-se a avaliação às escolas de samba – Troféu Joham D’Oliveira -, uma co-organização destas com a Associação de Carnaval da Bairrada.

 

Mónica Sofia Lopes