O quinteto “Vozes da Rádio” chega à Mealhada, amanhã, sábado, dia 17 de março, com um concerto, às 21h 30m, no Cineteatro Municipal Messias. O «Bairrada Informação» associa-se ao momento e quer presentear um fã da banda com um CD autografado a ser entregue pelas mãos dos próprios músicos, aquando de uma plantação, que decorre no mesmo dia, às 16 horas, na Mata Nacional do Bussaco.

Não perca tempo e envie já um email,com os seus contactos de telefone, para noticias@www.bairradainformacao.pt ou uma mensagem através da nossa página do Facebook em http://www.facebook.com/bairradainformacao/

Sê o primeiro ou a primeira a vir connosco neste momento, diferente e único.

 

As VOZES DA RÁDIO são uma das maiores referências da música portuguesa. Este quinteto “acapella” prepara-se para lançar a 16 de abril o seu décimo primeiro disco, “Canções do Homem Comum, Vol II”.

A música das VOZES DA RÁDIO, vive de um estranho equilíbrio entre a genialidade de um Dr. Jekyll e de um divertido Mr. Hyde, como se o próprio ato da criação musical fosse alternando de liderança de música para música. Ora o belo e sofisticado rendilhado harmónico, ora aquela canção orelhuda que nos desarma e diverte com a sua simplicidade e sagaz sentido de humor. Esta dualidade coloca-nos numa montanha russa de emoções, onde ficarmos indiferentes é tabú.

Um grande exemplo desta forma única e divertida de ser, é o novissimo vídeo de apresentação do novo disco:

“Canções do Homem Comum, Vol II”, é sem dúvida o mais arrojado disco da sua já longa carreira de vinte e sete anos. O homem comum é sonhador, apaixonado, criativo, romântico, observador, interventivo, crítico, alegre, divertido, irrequieto, por vezes melancólico, outras triste e outras ainda vingativo.

O single de estreia, é o orelhudo “Vais Dançar”, que nos transporta para uma viagem aos anos sessenta, tendo até a particularidade de ter sido usado um “stylophone”, um pequeno sintetizador de mão que se toca com uma caneta.

 

BIOGRAFIA

As VOZES DA RÁDIO são um quinteto vocal formado em 1991 na cidade do Porto. Desde essa altura cantam acappella os mais variados estilos musicais.Em 1994 gravaram pela primeira vez no álbum de homenagem a Zeca Afonso “Filhos da Madrugada” onde interpretaram “Índios da meia praia”.Desde 1995 gravaram dez discos. “Bruxas, Heróis de Males d’Amor” (1995), “Mappa do Coração” (1997), “Mais perto (uma produção comunicativa) ” (2001), “O som maravilha dos Senhores” (2002), “Natal” (2003), “Mulheres” (2005), “7 e Picos, 8 e Coisa, 9 e Tal” (2007), “Pérolas e Porcos” (2009), “Ora Vejam Lá!” (2009), “Canções do Homem Comum, Vol I” (2016), “Canções do Homem Comum, Vol II” (2018). No seu curriculum, além de centenas de concertos por todo o país, ilhas e Macau, têm igualmente várias participações em discos e espectáculos de outros artistas portugueses: Gaiteiros de Lisboa, Ala dos Namorados, Rui Veloso, Delfins, Clã, Sara Tavares, Rui Reininho ou Mafalda Arnauth são alguns dos exemplos de colaboração.

 

Fonte: Assessoria “Vozes da Rádio”