O «Cristiano Ronaldo da carne», que é como quem diz Miguel Àngel Gutierrez, fundador da Gutrei Galicia (Espanha), esteve, na passada sexta-feira, no concelho da Mealhada, para a certificação oficial, com a afixação de uma placa da Roxa d’Ouro, do Grupo C’s, que permite comercializar peças de carne de boi maturada, a partir do referido estabelecimento situado na localidade da Antes.

«O Grupo C’s foi oficialmente certificado com a afixação de uma placa da Roxa d’Ouro, marca de referência da Gutrei Galicia, para comercializar peça de carne de boi maturada, considerada por Chef’s de renome e em concursos internacionais das melhores carnes do mundo devido à sua imponência, sabor, maciez, consistência suculenta e pela experiência de degustação que proporciona», lê-se numa nota de imprensa do Grupo.

A cerimónia, que se realizou na manhã de ontem, juntou vários convidados, tendo como cabeça de cartaz Miguel Àngel Gutierrez, fundador da Gutrei Galicia, «a empresa especializada na comercialização a nível mundial de carne de bovino da mais alta qualidade», tendo o seu mentor já arrecadado três medalhas de ouro e duas de prata no concurso «World Steak Challenge».

Miguel Àngel Gutierrez entregou e apresentou uma peça de carne maturada de boi Magistrozo, animal de origem portuguesa e de raça minhota. Uma peça de 70 kg, proveniente de um animal com 770 kg e quatro anos de idade, comprado em Ponte de Lima. «Para termos um animal assim, o milho e o pasto verde são partes importantes na sua alimentação, assim como o trato e o carinho que dás ao animal», explicou o empresário, acrescentando, que o «seu criador tinha somente dois desta espécie. Não víamos lá sete ou oito iguais como normalmente acontece em outras carnes».

Cláudio Cipriano, gerente do Grupo C’s, destaca a parceria com a Gutrei Galicia «como uma mais valia por se tratar de uma entidade de renome com vasta experiência no que respeita ao corte, maturação e exportação de carne a nível internacional». «O Miguel é o topo nesta área e surgiu esta hipótese de vir visitar-nos e trazer uma peça da sua grandeza», disse, ao nosso jornal, Cláudio Cipriano, garantindo que «o produto estará à venda no estabelecimento», mas que se trata de um produto «pontual», dada a especificidade de toda a produção até ali chegar.

O almoço, para degustação da iguaria, realizou-se no restaurante Rei dos Leitões, a quem coube a confeção do prato.

 

 

Galeria de fotografias, de Miriam Vieira, em https://www.facebook.com/bairradainformacao