A Câmara de Anadia aprovou o projeto final de Regulamento de Funcionamento e da Atividade do Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia (CROAC) do Município. O documento será submetido à Assembleia Municipal para aprovação final.

“O projeto de regulamento estabelece as regras a que obedece o funcionamento e a atividade do CROAC de Anadia, bem como a definição dos termos gerais de prestação do serviço público de recolha, alojamento, adoção da população canina e felina, bem como do controlo de zoonoses e execução das medidas de profilaxia médica e sanitárias determinadas pela autoridade competente”, lê-se num comunicado da Autarquia, que refere ainda que “durante o período de discussão pública não foi recebido qualquer contributo ou sugestão para o projeto de regulamento”.

O Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia (Canil/Gatil), localizado na Zona Industrial de Alféloas, União de Freguesias de Arcos e Mogofores, encontra-se na sua fase final de construção, representando um investimento na ordem dos 240 mil euros.

O CROAC é constituído por dois edifícios de piso único que irão albergar, para além das celas para os animais (cães e gatos), salas de esterilização, de recobro, de ocisão, de isolamento e quarentena e de multiespécie, posto de vacinação, gabinete veterinário, zona de higienização, armazém de cadáveres, maternidade, enfermarias, espaços de exercício comum, áreas de apoio e logística.

“Este projeto visa alojar cães e gatos vadios ou errantes, encontrados na via pública ou em quaisquer lugares públicos, bem como animais perigosos que apresentem riscos para a segurança de pessoas ou outros animais”, continua o documento municipal, que acrescenta: “Outro dos objetivos deste projeto passa por executar campanhas de profilaxia médica e sanitária, assim como programas e ações que visem o bem-estar animal. Finalmente, pretende-se proceder à esterilização dos animais errantes sempre que necessário. De sublinhar que este novo Centro de Recolha vem dotar o Município de uma melhor capacidade de resposta às inúmeras solicitações que chegam à Câmara Municipal”.