“Voz ao Munícipe” é a nova iniciativa da Câmara da Mealhada que pretende aproximar o poder local do cidadão, com o presidente do executivo, Rui Marqueiro, a responder, em vídeo, às questões que lhe forem colocadas pelos munícipes.

“Este novo espaço de comunicação municipal pretende ser de clarificação e esclarecimento da população. O desafio parte do presidente da Câmara da Mealhada, Rui Marqueiro, que insta os munícipes a enviarem, no formato de vídeo, questões, dúvidas e anseios relacionados com assuntos exclusivamente do Município e da sua responsabilidade de gestão/decisão”, lê-se num comunicado da Câmara da Mealhada, que acrescenta que “às questões que forem chegando, Rui Marqueiro irá responder num pequeno vídeo que será divulgado no facebook do município (https://www.facebook.com/municipiomealhada), de forma a permitir que as explicações cheguem ao maior número possível de cidadãos”.

Os munícipes devem fazer um pequeno vídeo, simples e de curta duração, eventualmente com recurso a um telemóvel, com a questão que pretendem ver esclarecida e enviar para comunicacao@cm-mealhada.pt. O vídeo de resposta (que incluirá a gravação que lhe deu origem) será divulgado publicamente tão breve quanto possível.

“É natural que a governação autárquica suscite muitas dúvidas aos cidadãos e nem sempre existe a disponibilidade, quer deles quer minha, para esclarecermos este ou aquele assunto. Aqui está uma oportunidade para as pessoas perguntarem e obterem respostas, de forma simples e rápida, do presidente da Câmara. Venham ao nosso encontro!”, apela o autarca.

 

“Mais uma ferramenta a juntar a outras que temos de contacto”, explica o autarca

Na reunião do executivo, que se realizou na manhã de ontem, Hugo Silva, vereador da coligação «Juntos pelo Concelho da Mealhada», referindo-se a uma rubrica, semelhante, que existiu em tempos, questionou “quantos pedidos de esclarecimento foram recebidos pela Autarquia?”.

Rui Marqueiro salientou que esta “é mais uma ferramenta com respostas em vídeo”. “Temos várias ferramentas de contacto, como é exemplo a página do Facebook e o ‘Aconteceu na minha rua’. Só nesta devemos ter centenas de participações”, explicou o autarca.