É já este fim-de-semana que as míticas curvas do Bussaco voltam a “ganhar vida”. O Rally Legends Luso-Bussaco, que em Setembro foi adiado devido ao elevado risco de incêndios que algumas regiões do país estiveram sujeitas por força das elevadas temperaturas que se fazem sentir em meados daquele mês, regressa este fim-de-semana para retomar o sucesso. Depois do alerta vermelho vem a bonança, precisamente três meses após a onda de calor, com pilotos e máquinas a regressar ao mítico cenário do Luso e Bussaco sexta-feira, sábado e domingo, dias 13, 14 e 15 de dezembro.

O Clube LusoClássicos, em estreita parceria com o Clube Automóvel do Centro, volta a colocar em alta a fasquia organizativa, reunindo 71 equipas em vez das 58 inscritas anteriores, usufruindo excelentes viaturas que, outrora, coadjuvaram a fazer a história dos ralis. Este fim-de-semana, com mais pilotos e admiráveis veículos, as estradas de asfalto do Luso e o Bussaco a ganhar ainda mais motivos de interesse e as formações portuguesas a esgrimir argumentos com os aliados ingleses a fazerem-se notar com duas equipas, às quais se juntam uma irlandesa e sete espanholas.

Rodeada de um cenário natural e mediático, a prova pretende ser a edição portuguesa das famosas competições de ralis que se realizam um pouco por toda a Europa e que trazem de novo para a estrada alguns dos mais emblemáticos veículos que ainda resistem com imensa pujança e que alimenta a biografia automóvel.

 

Gratidão é uma forma singular de reconhecimento…

Segundo Alan Vaszatte, “a gratidão é uma forma singular de reconhecimento, e o reconhecimento é uma forma sincera de gratidão”, pelo que a 4.ª edição do Rally Legends Luso-Bussaco terá também um cunho muito especial, com o Clube LusoClássicos a prestar uma sentida e justa homenagem de reconhecimento ao saudoso José Regêncio. Uma forma de reconhecimento a um carismático dirigente do Clube Automóvel do Centro que, desde o primeiro segundo, esteve de “pedra e cal” com a estrutura organizativa da prova.

O Rally Legends Luso-Bussaco pretende, igualmente, oferecer a todos os participantes e público e geral um vasto leque de momentos sociais e lúdicos e que conta com o apoio o Município da Mealhada, Junta de Freguesia de Luso, Fundação Mata do Bussaco, Sociedade das Águas de Luso, Caves Messias, Churrasqueira Rocha e TechnicDoor. Neste sentido, o programa, que terá presente, obviamente, a capacidade desportiva inerente à própria prova, salienta a igualmente vertente social que permitirá a todos usufruírem de espaços expositivos, momentos de lazer e, acima de tudo, de conjunturas agradavelmente de partilha.

Mais que um espaço único de uma biodiversidade impressionante e paisagens de cortar respiração, a Serra do Buçaco teve o condão de fazer as delícias de pilotos e público em geral por altura da passagem do Rali de Portugal sob a autenticidade do Automóvel Club de Portugal (ACP). Hoje, com todos os percursos definidos, o desenrolar da prova permitirá a cada concorrente deliciar-se desportivamente por cada canto e recanto da Mata Nacional do Bussaco.

Numa prova onde veículos até 1987 serão designados como Legends Históricos, haverá ainda lugar a outros veículos, desde 1988 até 2018, que ocuparão as categorias de Legends Míticos, Sport e Open/Show, sempre sob olhar atento das entidades organizadoras.

 

Rally Legends Luso-Bussaco com “menu” de excelência

Duas etapas, sete secções, 154,15 km, dos quais 56,52 disputados ao cronómetro ao longo de sete especiais, é o “menu” do Rally Legends Luso-Bussaco que o Clube LusoClássicos e o Clube Automóvel do Centro servem, de sexta-feira a domingo, sob a égide da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting.

A prova terá lugar entre esta sexta-feira e domingo, com o primeiro dia reservado para as verificações administrativas e técnicas, entre as 14h00 e as 18h00. Depois da entrada das viaturas admitidas em parque fechado, as mesmas fazem-se à estrada para a partida simbólica na Avenida Emídio Navarro, agendada para as 21h30, com um pórtico alusivo ao Rally Legends Luso – Bussaco erguido junto à Taberna do Burriqueiro.

No sábado, as equipas que integram o Rally Legends Luso – Bussaco vão para a estrada às 9h15, da Alameda Bissaya Barreto, junto ao Grande Hotel do Luso, para abordar as duas especiais matinais de Algeriz (8,07 km), a primeira às 9h48 e, a segunda passagem marcada para as 11h46, com as viaturas a regressar ao Luso, na Avenida Emídio Navarro, para reagrupamento. Para o período da tarde e com do Luso às 14h15, está agendada dupla passagem pela especial de Monte Novo (8,10 km), às 15h18 e 17h16, regressando de novo à Avenida Emídio Navarro para reagrupamento.

A especial nocturna de sábado é outro grande momento de espectacularidade, com a primeira viatura a sair da Avenida Emídio Navarro às 21h30. As equipas vão ter pela frente a dupla passagem pela prova “Alfredo César Torres A” (21h40) e “Alfredo César Torres B” (21h57) a desenvolver ao longo de 2,15 km na vila de Luso, com passagem pela Lameira de S. Pedro, Parque de Campismo de Luso e Bairro Melo Pimenta.

Depois da entrada das viaturas em parque fechado, na Alameda Bissaya Barreto, junto ao Grande Hotel de Luso, o dia de domingo, em termos desportivos, começa com a partida, às 9h15, a fim de ser efectuado a famigerada especial do Bussaco (9,94 km), com dupla passagem às 10h08 e 11h46. A partir daqui, as viaturas dirigem-se para o parque fechado, junto ao Palace Hotel do Bussaco, com a primeira viatura a entrar às 12h21.

Às 16h00, as equipas vão ser alvo da consagração, na Avenida Emídio Navarro, no Luso, com a tradicional cerimónia da entrega de prémios. Mais do que uma prova… uma paixão.

 

 

Fonte: Clube LusoClássicos