O Bloco de Esquerda questionou, recentemente, o Ministério das Infraestruturas e da Habitação sobre “as obras que já foram prometidas há dois anos” de construção de uma nova passagem superior na Estação da Pampilhosa (recorde-se que a existente, pedonal, não faz face às necessidades nomeadamente para seniores e pessoas com mobilidade reduzida). Em resposta, Pedro Nuno Santos, Ministro das Infraestruturas e da Habitação, esclarece que “o projeto se encontra em desenvolvimento” e que “a materialização da passagem superior está prevista para 2021/2022”.

Entre outras, Moisés Ferreira, deputado do Bloco de esquerda pelo círculo de Aveiro, questionou “qual o calendário para início e fim de obra” e “qual a razão para não ter avançado já com esta obra, apesar de ela ter sido prometida há dois anos”.

E na resposta, que o Bloco de Esquerda na Mealhada remeteu para os jornais, Pedro Nuno Santos explica que “o projeto em causa se encontra em desenvolvimento, com obra inscrita no Plano de Proximidade 2019/2023, designada por ‘Linha do Norte – Estação da Pampilhosa – Beneficiação do edifício de Passageiros’, com materialização da passagem superior prevista para 2021/2022, quando se efetuar a intervenção prevista para a Estação da Pampilhosa”.

Já sobre o “atraso na execução da obra”, o Ministro das Infraestruturas e da Habitação esclarece que “esta decorre da complexidade da intervenção que visa assegurar a possibilidade de cruzamento e estacionamento de comboios de mercadorias de grande extensão, causando o menor impacto possível com a Linha da Beira alta e Linha Norte, garantindo a perfeita interligação com o troço Pampilhosa – Santa Comba Dão através da concordância entre a Linha do Norte e da Beira Alta”.

 

 

Texto de Mónica Sofia Lopes

Imagem com Direitos Reservados