A Câmara Municipal da Mealhada deu, ontem de manhã (11 de setembro), as boas-vindas à comunidade educativa da Mealhada, deixando, pelas vozes do presidente, Rui Marqueiro, e do vice-presidente, Guilherme Duarte, a certeza de que a autarquia continuará a apoiar os projetos do agrupamento e a garantir as melhores condições para rede pública de ensino.

O ano letivo começa com várias novidades para a comunidade escolar nos vários níveis de ensino. Desde logo, a criação de dois Centros de Intervenção e Estimulação Multissensorial (salas snoezelen), que irão beneficiar cerca de uma centena de crianças das escolas básicas nº2 da Mealhada e da Pampilhosa no âmbito do projeto de Combate ao Insucesso Escolar do Município de Mealhada. Será ainda constituída uma equipa multidisciplinar, constituída por dois terapeutas da fala, um musicoterapeuta e um técnico de tecnologias da informação e comunicação, que dará apoio ao agrupamento e será implementada, na Escola Secundária da Mealhada, uma sala do futuro, um espaço que procura motivar os alunos, de forma inovadora, para o conhecimento, recorrendo às mais diversas tecnologias, desde painéis táctil abstratos a kits de robótica. Esta avançará assim que as obras de requalificação da Escola Secundária o permitam.

Outra das novidades para o próximo ano letivo será o alargamento da rede de transportes. A Autarquia contratualizou a cobertura praticamente integral de transporte de crianças que frequentam os centros escolares da Mealhada e do Luso, abrindo também a possibilidade de transporte à comunidade.

Se no ano letivo transato a Câmara avançou com o prolongamento das atividades de animação e apoio à família no pré-escolar durante o mês de agosto, o que se revelou de grande utilidade para as famílias, este ano avança desde já com uma outra medida que procura facilitar a vida aos agregados familiares: introduziu os lanches para os alunos do primeiro ciclo do ensino básico para as crianças que frequentam as atividades de enriquecimento curricular, nos centros escolares, por um valor acessível. “Assim, os pais que o desejem, têm a possibilidade dos filhos lancharem na escola sem terem que lhes enviar o lanche da tarde”, referiu Guilherme Duarte.

Como tem sido prática nos últimos anos, o Município atribui ainda um subsídio para apoio à atividade, por aluno, aos estabelecimentos de ensino. Ao nível das atividades extra curriculares, estas serão o inglês, a música, a educação e expressão físico-motora e o xadrez (para os terceiro e quarto anos). Com exceção do xadrez, todas as outras são estendidas ao pré-escolar.

Nos apoios aos alunos, destacam-se as bolsas de estudo, as bolsas de mérito e o apoio a projetos propostos pelo Agrupamento, como as Escolíadas e Escolíadas júnior, onde se procura fomentar a arte na educação das crianças.

São cerca de dois mil alunos que iniciam, nos próximos dias, o ano letivo no Agrupamento de Escolas da Mealhada e na Escola Profissional Vasconcellos Lebre, aos quais se juntam dezenas de professores, de educadores e de auxiliares que irão trabalhar no município, seja na Escola Secundária, nas duas Escolas Básicas (Mealhada e Pampilhosa), nos três centros escolares (Mealhada, Luso e Pampilhosa) nas escolas de primeiro ciclo (Barcouço, Casal Comba e Antes) e nos jardins de infância (Carqueijo, Canedo, Casal Comba, Pampilhosa e Quinta do Valongo).

A esta sessão, em que o Município deu a conhecer a sua realidade educativa, seguiu-se o almoço e, da parte da tarde, uma visita ao concelho para que os novos docentes tenham uma noção do território onde irão laborar nos próximos meses.

 

Fonte: Município da Mealhada

Galeria de fotografias, de JOSÉ MOURA, em https://www.facebook.com/bairradainformacao/