O Município de Anadia celebrou esta segunda-feira, 30 de agosto, um protocolo com a Freguesia de Avelãs de Cima para a cedência das instalações da Escola do 1.º Ciclo do ensino básico de Avelãs de Cima à Junta. O documento foi aprovado, em reunião de executivo, no passado dia 18 de agosto.

“O espaço foi, recentemente objeto de obras de melhoramento, por parte da Câmara Municipal, no sentido de providenciar as condições que permitiram colocar à disposição da população local e visitantes, um equipamento de lazer, designadamente a piscina e zona envolvente, constituindo-se assim como um ponto de convívio e de recreio no verão. A intervenção, suportada pelo Município de Anadia, teve um custo de cerca de 55 mil euros”, avança o Município de Anadia, que acrescenta que “a piscina, de acesso gratuito, abre ao público esta quarta-feira, 1 de setembro, funcionando diariamente, das 13h às 18 horas, de acordo com as normas estabelecidas pela Autoridade de Saúde ACeS Baixo Vouga – Anadia, segundo as regras da Direção Geral de Saúde. O local conta ainda com um vigilante e equipamento de primeiros socorros”.

A cedência é feita pelo prazo de dez anos e inclui as salas do edifício escolar, as instalações sanitárias, assim como o espaço verde e de lazer com piscina na área envolvente. Segundo o protocolo, a Freguesia de Avelãs de Cima é a responsável pela manutenção e gestão do edifício da Escola, bem como dos espaços exteriores envolventes.

Acresce ainda dizer que, até esta data, a Escola do 1.º Ciclo de Avelãs de Cima tem estado ao serviço da população, numa resposta social, sendo que numa das salas tem funcionado o projeto “Anadia Maior”, promovido pela Santa Casa da Misericórdia de Anadia. Numa outra sala, um grupo de costureiras promove o projeto “Dress a Girl”, que consiste na execução de peças de roupa que depois são enviadas para crianças carenciadas de países de expressão portuguesa. Por outro lado, as instalações estão também a ser utilizadas, de forma pontual, pela Associação Apoio Florestal e Ambiental de Avelãs de Cima (AAFAAC) que ali tem realizado as suas reuniões de direção.

Esta infraestrutura vai continuar assim ao serviço da população, dando resposta, quer na vertente social, quer, agora, nesta vertente mais lúdica.