«Quando se falou na 2.ª Equipa de Intervenção Permanente, o Município disse logo que sim. E ontem já foram enviados os dois protocolos assinados e homologados para mais duas EIP no concelho da Mealhada», referiu, aquando da comemoração dos 95 anos dos Bombeiros da Pampilhosa, Ana Paula Ramos, 1.ª Comandante Operacional Distrital das Operações de Socorro (CODIS).

Um desejo de Fernando Abrantes, comandante dos Bombeiros da Pampilhosa, que referiu: «Quando manifestei esta vontade ao Município da Mealhada, rapidamente esse desejo se tornou realidade. A nossa gratidão à 1.ª CODIS que também rapidamente agilizou o processo».

«Estamos a lutar por aquilo que são os interesses dos bombeiros e uma das exigências da Liga foi a de que todas as corporações que apresentassem candidatura tivessem uma segunda EIP e é isso que vai acontecer», referiu Marco Braga, vice-presidente do conselho executivo da Liga dos Bombeiros Portugueses.

Recorde-se que com esta criação de mais duas EIP, o concelho da Mealhada ficará munido de quatro equipas, cada uma constituída por cinco bombeiros profissionais. Os custos são repartidos entre a Câmara Municipal e a Autoridade Nacional da Proteção Civil, ficando o Município com um encargo anual de 75 mil euros, referente às duas novas equipas.