“Num ano atípico em que a pandemia afetou tudo e todos as Caves Solar de São Domingos voltaram a reunir com os seus viticultores no passado dia 18 de junho”, avança, em comunicado a empresa, garantindo que foram “cumpridas todas as regras de segurança da DGS” e que “estiveram presentes a maioria dos fornecedores de uvas desta empresa bairradina”.

“Como habitualmente é convidada uma empresa do setor agrícola a apresentar as últimas novidades para potenciar/conservar a sua produção, sempre com respeito ambiental. Conscientes da necessidade de proteger o ambiente e contribuir para a sua sustentabilidade, esteve presente a empresa Hubel Verde, especialista em serviços e produtos de engenharia e tecnologia agronómica, que deu uma sessão de esclarecimento ao uso de produtos para minimizar os stresses abióticos na vinha”, continua o mesmo documento.

Seguiu-se o balanço do ano transato e algumas recomendações para o corrente ano: “A vindima 2020 correu muito bem para todas as castas em termos qualitativos e quantitativos. O aumento de produção das vinhas dos viticultores incrementou um aumento de 100 toneladas, quer nas castas tintas quer nas brancas. Nas brancas o Bical e o Fernão Pires (Maria Gomes) foram responsáveis pelo grande aumento e nas tintas foi a Baga, sempre castas regionais como é objetivo da empresa. Como curiosidade, os viticultores foram informados que o Oídio, doença criptogâmica que os preocupa atualmente, faz, em 2021, 170 anos que apareceu”.

As Caves São Domingos tem implementado um projeto de certificar todos os seus espumantes, vinhos e aguardentes no imediato, com denominação de origem Bairrada, sendo fundamental para o desenvolvimento e afirmação desta empresa criando proximidade com o consumidor e consolidando a confiança conquistada ao longos dos seus mais de 80 anos.

“Este encontro pretendeu também sensibilizar, os poucos viticultores que ainda não o fizeram, a inscrição numa associação de proteção integrada (API), para que todas as uvas sejam certificadas, e assim, proporcionar a melhoria do ambiente no planeta tornando mais verde e sustentável de forma que todos consigamos contribuir para uma vida mais saudável”, sublinha a empresa.

Das três dezenas de fornecedores que a empresa possui, houve treze viticultores premiados pela qualidade das suas uvas, com um voucher para almoçar ou jantar num restaurante à sua escolha e solicitar uma garrafa de São Domingos para acompanhar a refeição. Desta forma as Caves São Domingos pretendem ajudar a restauração da região.

Para finalizar, cada viticultor foi presenteado, para apreciar no seu ambiente familiar, com uma garrafa Espumante São Domingos Extra Reserva Bruto.