Encontra-se a decorrer, até ao próximo dia 5 de julho, o período de consulta pública, na página oficial do Município de Cantanhede e da INOVA-EM, da versão preliminar do estudo municipal para o desenvolvimento de um Sistema de Recolha de Biorresíduos no Município de Cantanhede. Esta consulta tem como objetivo obter contributos e sugestões que permitam a melhoria do documento, que poderão ser enviados para o endereço eletrónico geral@inova-em.pt.

“O estudo para o desenvolvimento do Sistema de Recolha de Biorresíduos assume-se como uma estratégia de apoio à decisão para o Município de Cantanhede. Para o efeito, procede-se à identificação de um conjunto soluções passíveis de serem implementadas, com vista a garantir que os biorresíduos são recolhidos seletivamente, assegurando a sua máxima eficácia para posterior tratamento nas infraestruturas existentes na entidade gestora em alta. Constitui por isso objetivo gerar benefícios económicos globais na sua valorização orgânica, a par com a premente necessidade de evitar, ou até mesmo eliminar custos e impactos decorrentes da eliminação desta tipologia de resíduos”, avança o Município de Cantanhede, que acrescenta que “a realização deste estudo adotou a metodologia e o modelo que suporta a apresentação dos resultados obtidos, estipuladas pelo Programa de Apoio à Elaboração de Estudos Municipais para o Desenvolvimento de Sistemas de Recolha de Biorresíduos, publicado em Despacho n.º 7262/2020, de 17 de julho, do Fundo Ambiental que se assume como entidade financiadora”.

Consulte o estudo municipal para o desenvolvimento de um Sistema de Recolha de Biorresíduos no Município de Cantanhede em https://www.cm-cantanhede.pt/mcsite/documento/6670.