O Crédito Agrícola, em parceria com a Associação dos Escanções de Portugal, distinguiu dois vinhos da Bairrada com medalha de ouro no 7.º Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola. A cerimónia de anúncio decorreu num evento totalmente digital no passado dia 21 de Janeiro.

O vinho distinguido com a Tambuladeira dos Escanções de Portugal de Ouro foi o Marquês de Marialva Arinto Reserva DOC 2019 da Adega Cooperativa de Cantanhede.

Foi ainda entregue a Grande Medalha de Ouro ao vinho tinto, Foral de Cantanhede Gold Edition Baga DOC Bairrada Tinto 2011 da Adega Cooperativa de Cantanhede.

Dos 183 vinhos brancos, tintos e espumantes colocados à prova por 109 produtores nacionais das várias regiões vitivinícolas do país, o júri distinguiu 58 vinhos: três com a Grande Medalha de Ouro ao melhor vinho branco, tinto e espumante; e 55 com a distinção Tambuladeira dos Escanções de Portugal de Ouro, Prata e Bronze a vinhos engarrafados, nas categorias “Vinho Branco”, “Vinho Tinto” e “Vinho Espumante”.

Além das medalhas entregues a vinhos da região da Bairrada, foram ainda distinguidos vinhos oriundos de regiões vitivinícolas: Vinhos Verdes (duas medalhas), Douro (oito medalhas), Távora-Varosa (uma medalha), Dão (seis medalhas), Tejo (seis medalhas), Lisboa (11 medalhas), Península de Setúbal (cinco medalhas), Alentejo (16 medalhas) e Algarve (uma medalha).

As provas cegas foram realizadas em Lisboa, nos passados dias 27 e 29 de Novembro por um júri composto por reconhecidos escanções, enólogos, enófilos e jornalistas do sector.

A iniciativa do Crédito Agrícola pretende apoiar o sector vitivinícola e o desenvolvimento das economias locais, especialmente as Cooperativas e os Produtores, promovendo e colocando à prova a qualidade dos vinhos nacionais.