Tendo em conta o estado de emergência e o novo confinamento que está promulgado pelo Governo Português, a começar a partir do dia 15 de janeiro até final do mês, podendo ser renovado, e segundo o documento da Conferência Episcopal Portuguesa de 14 de janeiro de 2021, obriga-nos a uma maior responsabilidade na missão pastoral e às seguintes orientações.

 

  1. A situação muito grave que a pandemia está a provocar obriga a que todos, absolutamente todos, cumpram rigorosamente o confinamento, o que significa FICAR EM CASA, à exceção das saídas absolutamente necessárias e permitidas.

 

  1. A permissão para as celebrações da eucaristia, nas paróquias, à semana e ao fim de semana, leva a que todos respeitem escrupulosamente as indicações sanitárias já vigentes.

 

Os horários das eucaristias serão os habituais:

Terça-feira:

  • Igreja da Vacariça, às 19:00 horas
  • Igreja de Ventosa do Bairro às 20:00 horas

 

Quarta-feira:

  • Capela da Lagarteira, às 19:00 horas (1 vez por mês)
  • Capela da Antes, às 19:00 horas (1 vez por mês)
  • Capela da Silvã, às 19:00 horas (1 vez por mês)

 

Quinta-feira:

  • Igreja de Casal Comba, às 20:00 horas

 

Sexta-feira:

  • Capela de Sant’Ana da Mealhada, às 16:00 horas

 

Sábado:

  • Igreja do Luso, às 17:00 horas (transmissão via Facebook da página da ACJL)
  • Igreja da Mealhada, às 18:00 horas
  • Igreja da Pampilhosa, às 19:30 horas
  • Igreja de Barcouço, às 19:30 horas

 

Domingo:

  • Igreja da Vacariça, às 09:00 horas
  • Igreja da Pampilhosa, às 09:00 horas
  • Igreja de Barcouço, às 09:00 horas
  • Igreja da Mealhada, às 10:15 horas
  • Igreja de Casal Comba, às 11:30 horas
  • Igreja de Ventosa do Bairro, às 11:30 horas
  • Igreja de Luso, às 11:30 horas

 

  1. As celebrações dos funerais são restritas só aos familiares diretos, seguindo o costume já habitual: celebração na igreja matriz de cada paróquia, seguindo de carro para o cemitério; ou, então, celebração só no cemitério, sobretudo se for falecimento por Covid19.

 

  1. Os restantes sacramentos, o atendimento do Pároco, as catequeses e outras atividades presenciais ficam suspensas, podendo realizar-se através das plataformas digitais ou de outras redes sociais.

 

  1. Por fim, os que não podem participar na missa dominical presencialmente, poderão e deverão procurar ter uma vida intensa de oração individual e familiar, participando na missa através das televisões, aos domingos de manhã. O Pároco continuará disponível para atender quem o solicite e precise, na certeza de que permanece unido de coração e na oração a todos os que são Igreja neste concelho e também a todos os outros que aqui vivem ou trabalham.

 

 

Mealhada, 2021/01/14

Padre Rodolfo Santos Oliveira Leite