O azeite «Avó Chica» é a mais recente novidade, pensada e criada por um jovem empreendedor natural da Antes, uma localidade no concelho da Mealhada. Médico-dentista de profissão, «Dr. Rui César», como assim é tratado pelos seus pacientes, aproveitou o confinamento exigido pela pandemia para fazer nascer um sonho, onde presta também uma homenagem à sua bisavó, a «Avó Chica», «uma mulher “rija” e de muito trabalho, natural de Ferreira do Zêzere».

Rui César tem 33 anos, é médico-dentista de profissão e garante ser a medicina dentária a sua grande paixão. A par disso, «sempre me entusiasmei com outras áreas, inclusive a dos olivais deixados pela minha bisavó, onde os meus pais têm também a sua própria produção caseira», começou por explicar o jovem empreendedor, que garante que a ideia começou a ser pensada depois do último Natal. «Ofereço sempre muitas lembranças a colegas, clientes e parceiros e o meu contabilista começou a alertar-me que era demasiado», confessa, sublinhando que a pandemia veio acelerar a ideia para os presentes de Natal de 2020: a sua própria produção de azeite. Das lembranças natalícias à ideia de negócio foi um pequeno passo.

As azeitonas, de olivais situados em Ferreira do Zêzere, são entregues num lagar, «onde as normas de higiene e segurança são primordiais e onde tudo está certificado», explica Rui César, fazendo um especial agradecimento a Rui Norte, do lagar, «pela ajuda em todo este “novo” processo».

Marco Canteiro, designer do concelho da Mealhada, deu também a sua colaboração, nascendo assim uma embalagem totalmente reciclável. As caixas são de aproveitamento de madeira «da carpintaria do Paulo, de Aguim»; «as garrafas, de latão, vêm de Espanha porque em Portugal não há este feitio»; a pega é de ráfia: e até a cola quente utilizada é de origem reciclável e amiga do ambiente. «O latão é muito importante para o azeite porque o consegue proteger do calor e da luz», explica-nos Rui César, que conta também com o apoio de Vera de Matos, de Sepins (Cantanhede), na gestão das redes sociais.

Num lote de três rótulos, a marca «Avó Chica» possui dois tipos de azeite: o biológico e o premium. «No premium, o azeite é constituído por dois tipos de azeitona, a Cobrançosa e a Cordovil, originando por isso um azeite muito suave, fino e adocicado não perdendo um pequeno toque frutado e um travo de fundo ligeiramente picante; já no biológico, o azeite é constituído pela azeitona do tipo Galega, originando um azeite com aroma frutado com um travo moderadamente picante e um sabor doce e delicado».

Lançado recentemente, e com um preço entre os cinco e os seis euros, a marca «Avó Chica» já vendeu mais de cem garrafas e conta já com uma panóplia de pontos de venda: Grupo C’s (Antes); Casca de Nós (Mercado do Luso); Padaria das Candeias (Casal Comba); Rosa Biscoito (Luso); e Talhos Ernesto (Mealhada); podendo o produto ser também encomendado através do email azeiteavochica@gmail.com. O projecto conta ainda com as parcerias «da incansável Luísa», blogger da Sardinha Fora da Lata; e de Rita Fernandes, da «Saber Nutrir».

Rui César, casado e pai de dois filhos, não esquece o papel da família em todo este processo. «Estou todos os dias na clínica cerca 12 horas e quando venho para casa ainda estou concentrado na “Avó Chica”. Apesar de ser uma ideia minha e de estar aqui o meu trabalho, esta marca é muito da minha esposa, pela capacidade que tem de entender as minhas ausências em prol de tudo o que me faz feliz!», elogia o mais recente jovem empreendedor.

 

Mónica Sofia Lopes