O Município de Anadia deu conta, na manhã de ontem, 23 de março, de um caso confirmado de Covid-19 no concelho, mais concretamente na freguesia de Vilarinho do Bairro. Trata-se de uma emigrante que regressou a Portugal no início do mês de março, mas cuja identificação não consta dos registos da respetiva freguesia.

«A paciente, assintomática, é um dos elementos de um casal de emigrantes que regressou ao nosso país no início do mês de Março e que tem uma habitação em Vilarinho do Bairro, no limite com o lugar de Pedralva», lê-se na comunicação feita, na manhã de ontem, por Teresa Cardoso, presidente da Câmara de Anadia, na rede social Facebook, que acrescenta que «a estada dos dois cidadãos foi confirmada, pelos serviços de saúde local» que, apesar de se encontrarem bem, foi-lhes «imposta a quarentena obrigatória, bem como o adequado isolamento entre ambos, apesar de a pessoa infetada não apresentar qualquer sintoma.

A Autoridade de Saúde de Âmbito Local (ASAL) está a acompanhar a situação, mantendo uma vigilância ativa e esperando ser este um dos casos de recuperação no próprio domicílio.

«Não obstante o apoio dos senhores presidentes das juntas de freguesia, que se encontram alertados para este tipo de situações, solicitamos a cooperação de todas as pessoas recém-chegadas de países onde se registe um elevado surto epidémico de Covid-19, para que, de forma sensata, procurem o aconselhamento dos serviços de saúde e se coloquem em isolamento profilático voluntário», alerta o Município de Anadia, relembrando que ao fazê-lo «estão a proteger-se e a proteger os outros, desde logo as pessoas próximas».

Na tarde de ontem, e à semelhança do que tem vindo a fazer relativamente a outros municípios, o Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa contactou a autarquia anadiense a fim de «acompanhar a situação no concelho e ficar a conhecer as preocupações sentidas». «Expressou-nos a sua apreensão face ao evoluir da situação nos próximos dias, que são determinantes, bem como perante a aproximação da Páscoa. A este propósito, lembrou as tradicionais deslocações para visitas a familiares, e, ainda, o eventual regresso súbito de muitos emigrantes que vivem em países com elevado surto epidémico de Covid-19, advertindo para os riscos que daí podem advir e lembrando os cuidados a ter», lê-se numa outra comunicação da autarquia, que aconselha os munícipes «a colaborarem no sentido de alertarem os seus familiares para a necessidade de cumprirem, sempre que possível, o período de isolamento profilático aconselhado pelos serviços de saúde».

 

Junta de Vilarinho do Bairro iniciou trabalho de desinfeção na freguesia

 

Também ontem, na rede social Facebook, a Junta de Freguesia de Vilarinho do Bairro comunicou que começou «a fazer o serviço de desinfeção de contentores, ecopontos e áreas envolventes, assim como desinfeção de áreas propícias a maior movimentação de pessoas, enquanto se prolongar a situação de pandemia por COVID-19».

«A desinfeção segue as recomendações da Organização Mundial de Saúde, onde se recomenda a desinfeção de ambientes com o hipoclorito de sódio, peróxido de hidrogénio ou álcool», informa ainda a mesma comunicação, que alerta para o facto de que, apesar de os produtos utilizados não serem nocivos para a saúde, poderem provocar manchas na roupa.

 

 

Texto de Mónica Sofia Lopes

Imagem com Direitos Reservados