Um grupo de professores de cinco países que integram o projeto “TEAMSS – Together Europe Achieves More in School Success”, no âmbito do projeto Erasmus+, foi recebido, no passado dia 29 de novembro, nos Paços do Município, pela vereadora da Câmara Municipal de Anadia, com o Pelouro da Educação, Jennifer Pereira.

Portugal está representado neste projeto pelo Agrupamento de Escolas de Anadia (AEA), fazendo ainda parte desta parceria a Alemanha, Itália, Polónia e Roménia.

Nesta visita o grupo deu a conhecer à representante da autarquia as metas e os objetivos que pretendem alcançar com este intercâmbio.

O coordenador local, Alberto Cardoso, em representação do AEA, referiu que “o título do projeto representa claramente as nossas metas para que este projeto alcance e melhore os resultados escolares e evite o abandono escolar”.

Considerou que “os métodos de partilha, ensino e aprendizagem comuns, colaboração entre alunos e o corpo docente trará grandes benefícios para os alunos e levará a um melhor e mais próspero futuro dos jovens”.

Ainda segundo este responsável, o projeto visa alcançar melhores resultados escolares e preparar os alunos para uma variedade de “skills” relevantes que “lhes permitam trabalhar com sucesso, pensar criativamente e ter confiança suficiente para os desafios do século XXI”.

A vereadora da Câmara Municipal de Anadia, destacou a importância destes intercâmbios educacionais, que permitem verificar como funcionam os sistemas educativos de outros países da Europa, permitindo desse modo a troca de saberes e pedagogias. Aos alunos que irão beneficiar do programa em si, enriquecerão certamente em educação, mas também em cultura e valorização profissional como pessoal.

Parabenizou ainda o Agrupamento de Escolas de Anadia, por ter aderido a este programa e permitir que de facto o mesmo possa conseguir mais sucesso escolar.

As disciplinas que vão ser mais valorizadas neste projeto são a língua estrangeira, a língua materna, as ciências naturais e a matemática, bem como as competências sociais.

O primeiro encontro desta parceria decorreu em Portugal, entre 27 de novembro e 01 de dezembro, país que acolherá também o último encontro.

Haverá também mobilidade de alunos, num total de 26, para Itália, Alemanha, Roménia e Polónia. Uma vez que a escola Polaca fica na região da Silésia, Rybnik, e, tendo em conta, que o campo de concentração de Auschwitz fica próximo, este será um dos locais a visitar por alunos e professores, bem como as Minas de Sal em Cracóvia, património da Unesco. O grupo que vai à Roménia terá ainda a possibilidade de visitar a Transilvânia, terra do Drácula e o seu castelo.

 

 

Fonte: Município de Anadia