A atual presidente da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Anadia, Jennifer Pereira, vereadora da Câmara Municipal de Anadia, com o Pelouro da Ação Social, foi reconduzida para mais um mandato à frente deste organismo. A eleição decorreu, no passado dia 19 de março, em reunião da Comissão Alargada, na qual estiveram presentes todos os quinze comissários que compõem este órgão, tendo sido eleita por unanimidade.

No final do ato eleitoral, Jennifer Pereira agradeceu a renovação da confiança, sublinhando que tudo fará para que “esta Comissão continue o bom trabalho que tem vindo a desenvolver, só possível, com a inestimável ajuda de todos os presentes”. “Tentarei continuar a conduzir os destinos desta Comissão sempre pensando no superior interesse das crianças”, afirmou ainda.

Dirigiu também uma palavra de agradecimento e reconhecimento aos membros da Comissão Restrita, pelo “esforço e dedicação a esta causa”, sobretudo, neste último ano, “em que tivemos de trabalhar a par com uma pandemia. Contudo, penso poder dizer que com a entrega e missão de todos, a defesa, proteção e bem-estar das crianças de Anadia, não ficaram prejudicados”.

Para este novo mandato, as prioridades passam por manter a metodologia de trabalho, de forma a trabalhar “as sinalizações que nos chegam de forma rápida e diligente e atuar de acordo com a especificidade de cada caso”. Outra das pretensões “é envolver todas as entidades com competência em matéria de infância e juventude do concelho para que, num trabalho conjunto, se promovam os direitos das crianças e dos jovens e que se possa acautelar ou pôr termo a situações suscetíveis de afetar ou colocar em perigo a segurança, saúde, formação, educação ou desenvolvimento integral das crianças e jovens do nosso concelho”.

Nesta reunião alargada foram também debatidos outros pontos, nomeadamente a proposta do Plano Anual de Atividades. A presidente da CPCJ explicou que é uma proposta de “um plano aberto” e “sujeito a alterações consoante a evolução do estado epidemiológico”. Anunciou ainda que, no próximo mês de abril, a CPCJ de Anadia irá, uma vez mais, celebrar a temática “Abril – Mês da Prevenção de Maus Tratos na Infância”.

Em jeito de balanço dos últimos três anos, Jennifer Pereira considerou que “muito do trabalho que estava previsto foi desenvolvido”, salientando que o facto de “os elementos da Comissão Restrita terem sido praticamente os mesmos, desde finais do ano de 2018, permitiu uma consolidação das metodologias de trabalho”. Realçou ainda que foi também nesse ano que a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Anadia elaborou e aprovou o seu regulamento interno, instrumento, obrigatório por lei, que até então esta comissão não possuía.

Quanto aos dados concretos de todas as atividades desenvolvidas, ao longo do triénio 2018/2020, pela Comissão, informação e caracterização processual, estão a ser compilados num relatório que será disponibilizado no site da Câmara Municipal de Anadia, no separador da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Anadia.   https://www.cm-anadia.pt/pages/521, assim como outras informações sobre a Comissão.

 

 

Fonte: Município de Anadia