A Câmara da Mealhada aprovou, na última reunião do Executivo Municipal, a atribuição da globalidade da verba do Programa de Apoio ao Associativismo Desportivo (PAAD) para que as coletividades, apesar da inatividade provocada pela pandemia, possam fazer face às suas despesas.

Metade dos 115 mil euros destinados a apoiar as associações desportivas já havia sido antecipado em julho deste ano, para apoiar os clubes com as despesas inerentes à Covid-19, e o restante valor, 57.500 euros, será agora entregue, também com o mesmo objetivo.

Depois da entrada do concelho da Mealhada em “Estado de Emergência”, no dia 16 de novembro, foi feita uma reunião com as associações desportivas locais para avaliar as condições em que estava a decorrer a prática e os eventuais constrangimentos que estavam a sentir para a prossecução da sua atividade. “Dos vários temas apresentados e debatidos, o principal foi a falta de capacidade financeira para continuar em funcionamento, face às reduzidas ou inexistentes fontes de receita. Alguns clubes referiram mesmo que estava difícil a sua sobrevivência”, explicou Rui Marqueiro, presidente da Câmara da Mealhada.

Assim, face à continuação do estado pandémico e consequentes dificuldades, o Executivo Municipal deliberou atribuir, a título excecional, os restantes 50%, inscritos no orçamento municipal, relativos ao PAAD. As 17 associações receberão montantes que se situam entre os 275,22 euros e os 8.937,72 euros, tal como já havia acontecido em julho.

 

 

Fonte: Município da Mealhada

Imagem de Arquivo com Direitos Reservados