A deputada Susana Correia, eleita do Partido Socialista pelo círculo eleitoral de Aveiro e membro da Comissão de Saúde, considera que “a aprovação da manutenção da comparticipação dos tratamentos termais, para além de fundamental para os utentes que destes tratamentos necessitam, é determinante para as economias locais, sendo disso exemplo localidades do distrito de Aveiro cuja dinâmica económica depende também da atividade termal, como o são o Luso (Mealhada), Curia (Anadia) e Caldas de São Jorge (Santa Maria da Feira)”.

Os deputados do Partido Socialista eleitos pelos distritos que têm estabelecimentos termais em atividade defenderam, nas votações da especialidade do Orçamento de Estado para 2021 relativas à área da saúde, a importância do termalismo para a saúde e para as economias locais em territórios onde se pratica esta atividade. “Foi nesse sentido que os deputados do Partido Socialista apresentaram uma proposta de alteração do Orçamento que prevê a manutenção da comparticipação dos tratamentos termais para o ano de 2021, que foi aprovada”, lê-se num comunicado de imprensa da Federação de Aveiro do Partido Socialista, que acrescenta que “já na discussão na especialidade da proposta orçamental, os deputados do PS tinham relembrado a importância de prolongar o projeto piloto que vigorou em 2019 e 2020 e que repôs a comparticipação dos tratamentos termais, regime que tinha sido suspenso pelo Governo PSD/CDS desde o ano de 2011”.

 

 

Fotografia de Arquivo de José Moura