Portugal sagrou-se este sábado campeão europeu de columbofilia no âmbito dos Campeonatos Internacionais que decorreram em Mira. Os pombos portugueses venceram também o Torneio Ibero Latino Americano e conquistaram o segundo lugar (individual) do FCI Grand Prix de Portugal, que conta para o ranking mundial, entre outras honrosas classificações. Portugal já não vencia um Campeonato da Europa, nem sequer ia ao pódio, há oito anos.

 A 23ª edição dos Campeonatos Internacionais de Columbofilia – Mira 2020 decorreu no Columbódromo Internacional Gaspar Vila Nova e contou com a participação de 1100 pombos, provenientes de 28 países.

A competição foi organizada pela Federação Portuguesa de Columbofilia (FPC), em parceria com a Federação Columbófila Internacional (FCI), Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) e Câmara Municipal de Mira (CMC), contou com a participação de 1100 pombos provenientes de 28 países.

Todos os pombos foram soltos, em simultâneo, às 08H45 deste sábado, em Paderne, no Algarve a uma distância de 385 Km do Columbódromo Internacional onde terminaram as provas.

Os pombos competiram nas seguintes provas e campeonatos: FCI Campeonato da Europa e da Europa de Jovens, onde participam seleções nacionais de países europeus que integram a FCI; o Torneio Ibero Latino Americano – com a participação de seleções nacionais de países que integram a Associação Ibero Latino Americana de Columbofilia (AILAC); o FCI Grand Prix de Portugal, que conta para o ranking mundial; bem como a Liga Nacional dos Campeões e o Campeonato Nacional de Jovens, estes últimos exclusivos para columbófilos portugueses.

Além da vertente competitiva, os Campeonatos Internacionais de Mira são conhecidos por serem uma grande festa da columbofilia e um momento único de convívio, tendo no ano passado contado com a presença de 3.500 aficionados. Este ano, devido à pandemia, as provas foram transmitidas online, numa emissão preparada pela FPC, tendo o local sido vedado pelas autoridades para evitar ajuntamentos.

José Luís Jacinto, presidente da FPC, sublinhou que “os pombos portugueses tiveram grande relevo” na final. “A superioridade portuguesa neste campeonato é algo que me apraz registar e me enche de satisfação”, disse.

 “Foi uma prova que nos correu muitíssimo bem. Portugal venceu o Campeonato da Europa, já não era campeão há oito anos. Tivemos também resultados muito bons nas várias competições, como o segundo lugar do FCI Grand Prix individual e seis pombos portugueses nos 10 primeiros, o que uma noção do valor da columbofilia portuguesa no panorama mundial”, concluiu. 

As classificações podem ser acompanhadas em: http://www.fpcolumbofilia.pt/mira2020/main08.htm.  Enviamos em anexo fotografias do dia de hoje. Toda a emissão online, com declarações de vários intervenientes, está disponível em https://www.facebook.com/press.fpcolumbofilia.

 

 

Fonte: Federação Portuguesa de Columbofilia