A Câmara da Mealhada aprovou, em reunião de Executivo Municipal, o concurso público para beneficiação da Piscina Municipal da Mealhada, uma obra que tem um custo estimado superior a 1,6 milhões de euros (IVA incluído).

A empreitada visa melhorar as condições gerais da piscina, nomeadamente no que concerne à sua eficiência energética, que apresenta, atualmente, custos muito elevados de consumo de energia. O projeto inclui, por isso, a construção de uma central térmica de produção de energia com utilização de biomassa e aplicação de painéis solares, além de trabalhos ao nível das fundações e estruturas em betão, alvenarias, substituição de caixilharias, serralharias e revestimentos, bem como trabalhos nas instalações, equipamentos e sistemas do edifício, tais como águas e esgotos domésticos e pluviais, electricidade e aquecimento, ventilação e ar condicionado (AVAC).

Este é o segundo procedimento pré-contratual desencadeado para adjudicação da empreitada em causa, na medida em que o anterior concurso público ficou deserto por falta de apresentação de propostas.

O preço base do contrato, ou seja, o preço máximo a pagar pela execução de todas as prestações que constituem o objeto do contrato é de 1.381.000 euros, acrescido de IVA (imposto não dedutível por parte da Câmara) à taxa legal em vigor. O prazo estabelecido para a duração da empreitada é de 240 dias.

“O nosso concelho está dotado de infraestruturas significativas que é importante preservar e a piscina municipal é uma delas. Existe há vários anos, é uma infraestrutura muito procurada pela população e é nosso dever preservá-la e prepará-la para servir o concelho nas próximas décadas”, explica Rui Marqueiro, presidente da Câmara Municipal da Mealhada.

 

 

Fonte: Município da Mealhada