A Rede Local de Intervenção Social, um serviço disponibilizado no concelho mealhadense pela Santa Casa da Misericórdia da Mealhada, encerrou no passado dia 15 de setembro, após a Segurança Social ter terminado com todos os acordos. «Lamentamos muito que isto tenha acontecido, numa altura como esta, tão difícil para as pessoas e para as famílias», disse, ao nosso jornal, João Peres, provedor da instituição.

«A RLIS da Mealhada foi criada em abril de 2017, funcionando como um modelo de intervenção social que visa a articulação entre entidades com responsabilidade social. Em colaboração com todas as freguesias do concelho, iniciou uma intervenção mais próxima da população, definindo horários de atendimento de segunda a sexta-feira, para pessoas e/ou famílias do concelho da Mealhada que se encontrem em situação de vulnerabilidade e exclusão social, bem como de emergência social. O atendimento dos utentes era feito com a devida discrição e os acompanhamentos passavam, muitas vezes, por visitas domiciliárias e outras diligências de proximidade», lê-se num artigo do quinzenário Jornal da Mealhada, propriedade da Santa Casa da Misericórdia da Mealhada.

Ao longo dos últimos três anos «houve acompanhamento de centenas de casos», um trabalho que João Peres garante estar «todo referenciado», ser «útil à sociedade» e que, de um momento para outro, «foi todo por água abaixo».

A esperança deixada pela Segurança Social é a de que haverá a conversão do projeto para Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social. «Estamos num vazio, neste momento, com funcionários afetos ao serviço e a manter as instalações onde este funcionava, num edifício à parte da sede da instituição, que estão agora vazias», lamenta o provedor da instituição, enfatizando não saber «nada do que se segue». «Há uma hipótese que fica no ar, por parte da Segurança Social, mas não há nada concreto a ser avançado», remata, garantindo que «cada vez vão ser mais necessárias este tipo de estruturas».

Os casos – até aqui acompanhados pela RLIS na Mealhada – terão que ser agora encaminhados para o Serviço Local da Segurança Social da Mealhada, através do número de telefone 300 519 895 e/ou do correio electrónico cdss-aveiro-mealhadaanadia@seg-social.pt.

 

 

Texto de Mónica Sofia Lopes publicado na edição impressa do Diário de Coimbra de 12 de outubro de 2020

Imagem com Direitos Reservados