A FIXANDO – https://www.fixando.pt/ – revelou hoje que a procura de Personal Trainers (PT) disparou 83% em Setembro face ao mesmo período de 2019, devido à necessidade de prática de desporto e ao aumento da insegurança nos ginásios.

O inquérito junto de 1.000 pessoas, sobre os hábitos de exercício dos portugueses no ‘novo normal’, indica também que 44% passou a praticar menos exercício, 43% sentem-se inseguros nos ginásios e 35% afirma praticar exercício ocasionalmente ou não pratica de todo

“Parece-nos evidente que, após os resultados conseguidos, que os portugueses estão a procurar alternativas às práticas adotadas para a prática de exercício até ao início da pandemia”, alerta Alice Nunes, diretora de Desenvolvimento de Negócio da Fixando.

Dos locais preferidos para a prática de desporto, destacam-se o ar livre e o domicílio, prezando sempre pela segurança e distanciamento.

No que diz respeito ao exercício escolhido, 28% prefere os desportos individuais, seguindo-se a corrida e o treino de resistência, 21% aulas de grupo e 20% musculação.

 

O QUE DIZEM OS PERSONAL TRAINERS:

“A procura aumentou bastante, durante a pandemia e muitas pessoas passaram a querer fazer em parques ou em casa, neste momento a maior parte das pessoas não quer voltar aos ginásios.” – Yasmin

 

“Acima de tudo, o que mudou foi que as pessoas procuram mais o ar livre; deixaram de estar disponíveis para ir aos ginásios, ainda que algumas estejam dispostas a volta a maior parte quer manter ao ar livre. Também senti que os preços tiveram uma tendência a baixar durante o confinamento, porque como há muitos treinadores que ficaram sem alguns recursos acabam por cobrar menos. As pessoas tem procurado fazer mais exercício, mas mais na rua.” – Anónima

 

“Com a quarentena as pessoas começaram a treinar mais ao ar livre, por causa do covid, conseguiram-se adaptar dessa forma. Neste momento existe uma maior procura de treinos outdoor do que em ginásio.” – Paulo

 

“No início do confinamento os pedidos decresceram bastante, mas após 2º mês de confinamento e face à necessidade de as pessoas voltarem a mexer, o crescimento de pedido de PT online foi notório, tendência esta que continuou pós confinamento ainda no formato online.

Pós-confinamento também voltou a crescer o segmento outdoor e sinto esses dois formatos a crescer cada vez mais, a meu ver são as opções mais seguras pelo número reduzido de pessoas que o profissional tem contacto comparativamente à situação de um ginásio.” – André

 

 

Imagem: LandysChemist (https://pixabay.com/pt)