A iniciativa COIMBRA 2030 – Plataforma para o Desenvolvimento da Região de Coimbra – projeto conjunto da Universidade de Coimbra, através do CeBER da Faculdade de Economia; da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM Região de Coimbra) e o Instituto Pedro Nunes – vai lançar esta semana a operação Coimbra 5.0. Trata-se de um conjunto de ações que pretendem criar sinergias, discutir e propor recomendações para o futuro da Região de Coimbra. Durante esta semana, estão previstas 5 sessões que envolvem os membros do Conselho Estratégico da CIM Região de Coimbra, onde serão discutidas temáticas como “Cultura e Património”, Indústria e Competitividade”, “Turismo e Restauração”, “Agricultura e Floresta” e o “Poder Local e Novas Políticas”.

Com vista à recuperação económica e social da Região de Coimbra no quadro pós pandémico, COIMBRA 2030 convida as Instituições que integram o Conselho Estratégico da CIM Região de Coimbra para identificar, em conjunto, quais os principais desafios que a atual conjuntura traz, de que forma é que se prevê uma recuperação capaz de responder às necessidades dos cidadãos e, ainda, para discutir aquela que será a visão dos vários atores para a implementação de políticas públicas.

“A Operação Coimbra 5.0 insere-se num conjunto de iniciativas que a plataforma Coimbra 2030 pretende desenvolver no futuro próximo de forma a colocar o saber e o conhecimento ao serviço da comunidade, tornando-se um lugar de partilha de informação, mediação e produção de recomendações à escala regional e nacional” refere Margarida Mano, coordenadora da plataforma.

De acordo com a própria “vivemos o contexto de uma crise sem precedentes nos tempos modernos, com impactos imediatos e futuros imprevisíveis, a nível global, na economia e, portanto, na vida das pessoas e é fundamental pensarmos e prepararmos o futuro em conjunto”.

 

 

Fonte: Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra

Imagem: dicasportugalblog (https://pixabay.com/pt)