A Câmara Municipal da Mealhada está a entregar máscaras, viseiras, leite, kits completos de equipamentos de proteção individual (feitos por costureiras voluntárias) e testes COVID-19 às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho, bombeiros, GNR e Centro de Saúde da Mealhada e Hospital da Misericórdia da Mealhada.

Nesta terceira entrega de material, que ocorreu esta semana, foram entregues mais máscaras, desinfetante, luvas e conjuntos de roupa completa às IPSS com valência de idosos e deficiência (uma vez que as outras estão fechadas). Esta entrega veio complementar as duas anteriores, que incluíram máscaras, viseiras, testes rápidos, bem como o leite escolar que não está a ser consumido devido ao encerramento das escolas. Desta vez, as IPSS recebem vários conjuntos de roupa confecionados por costureiras voluntárias do concelho, a quem a autarquia forneceu os materiais. Para os profissionais que lidam com potenciais infetados vai um conjunto completo: batas, toucas, cogulas, mangas, pés e perneiras.

As entregas feitas pelo Município da Mealhada – viseiras, máscaras etc. – abrangem também os bombeiros, a GNR, o pessoal do Centro de Saúde e do Hospital da Misericórdia da Mealhada, bem como os funcionários municipais que se mantém em funções.

No que respeita ao meio milhar de testes rápidos adquiridos pela autarquia, toda a distribuição e realização dos mesmos é coordenada pela delegada de Saúde da Mealhada. Os testes serão feitos a todos os colaboradores das IPSS que estão a trabalhar diretamente com idosos (nos lares e no apoio domiciliário), a todos os bombeiros em serviço na Mealhada e na Pampilhosa, ao pessoal clínico e de enfermagem do Centro de Saúde da Mealhada e do Hospital da Misericórdia da Mealhada. São ainda feitos aos funcionários municipais expostos a perigo ou com sintomatologia.

A Câmara da Mealhada mantém contactos diários diretos com as IPSS, bombeiros, forças de segurança e de saúde e continua a adquirir materiais com vista à reposição dos que vão sendo entregues, bem como outros identificados como necessários. “Continuamos a comprar os materiais de proteção necessários para combater esta pandemia. Neste momento, continuamos à procura desses materiais nas melhores condições e, se possível, evitando a especulação, porque acreditamos que é melhor ter a mais do que faltar. E se nos sobrassem alguns até seria uma boa notícia”, refere Rui Marqueiro, presidente da Câmara Municipal da Mealhada.

Os materiais foram entregues ao Centro Paroquial de Solidariedade Social de Ventosa do Bairro, Associação Desportiva Cultural e Recreativa de Antes, Centro Social da Freguesia de Casal Comba, Centro de Santo Amaro da APPACDM – Casal Comba, Jardim de Infância Drª Odete Isabel (Barcouço), Centro de Assistência Paroquial da Pampilhosa, Casa do Povo da Vacariça, Centro Social Comendador Melo Pimenta (Luso), Santa Casa da Misericórdia da Mealhada, Guarda Nacional Republicana (Mealhada) e aos bombeiros voluntários da Mealhada e da Pampilhosa.

 

 

Fonte: Município da Mealhada