Após dois anos em obras de requalificação, o Jardim de Infância do Carqueijo foi, na tarde de ontem, oficialmente inaugurado por Isabel Damasceno, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro. Uma obra de 163 mil euros que contou com um apoio comunitário na ordem dos 80 mil euros.

O dia foi ontem de festa para as 13 crianças que usufruem agora de um novo espaço de aprendizagem que contém uma sala de atividades, uma sala polivalente, uma copa\cozinha, um gabinete técnico, instalações sanitárias, incluindo uma adequada para pessoas com mobilidade reduzida, um parque infantil e um espaço destinado para uma pequena horta.

De raiz foram executadas as diversas infraestruturas prediais necessárias ao funcionamento do jardim de infância, nomeadamente, o   sistema de climatização constituído por piso radiante, a preparação de águas quentes sanitárias, com apoio de coletor solar e a rede de dados dotada de fibra ótica.

Uma obra de reabilitação e ampliação num espaço que Isabel Damasceno garante que «estava muito degradado». «Ao apostarmos nestas infraestruturas fazemos com que as crianças não sejam transportadas para longas distâncias», defendeu a presidente da CCDR do Centro, garantindo que «por preços bastante razoáveis, estamos a conseguir dar melhores condições aos meninos».

E os encarregados de educação aplaudem o novo espaço. «Este espaço está muito bem conseguido e com conforto. Os nossos meninos estavam a precisar disto», enalteceu Tânia Silva, mãe de uma menina de cinco anos que, apesar de residir na Vimieira, mantém a filha no Pré-escolar do Carqueijo que, durante dois anos, funcionou, em regime temporário, na localidade de Mala.

O referido jardim de infância é frequentado por 13 crianças, apoiadas por uma educadora de infância e uma auxiliar de ação educativa, bem como por animadora sociocultural e profissionais que desenvolvem as atividades de enriquecimento curricular que a autarquia da mealhada assegura no pré-escolar: o inglês, a atividade física e a música.

Esta intervenção está inserida numa empreitada da Câmara Municipal da Mealhada que inclui também remodelações nos jardins de infância do Canedo, na freguesia da Pampilhosa, e de Casal Comba, num investimento global que ultrapassa os 605 mil euros (incluindo empreitada e equipamentos). «O do Canedo está quase concluído e poderá vir abrir no final do mês. Já o de Casal Comba, por razões técnicas, está um pouco mais atrasado, mas tencionamos tê-lo pronto no Verão», disse Rui Marqueiro, presidente da Câmara da Mealhada.

 

Mónica Sofia Lopes