O Tour “Ecossistema Empreendedor”, que se realizou, no dia 26 de fevereiro, para embaixadores da 7.ª edição do projeto Imagine.Create.Succeed – Empreendedorismo nas Escolas da Região de Coimbra, teve como objetivo energizá-los para potenciarem atitudes empreendedoras nas crianças e nos jovens das suas escolas.

A iniciativa, promovida pela CIM Região de Coimbra, insere-se no âmbito das atividades programadas para os embaixadores do projeto, que, desta forma, puderam tomar contacto com uma amostra da realidade do tecido empresarial da Figueira da Foz e de Montemor-o-Velho.

A primeira visita foi à Incubadora Mar&Indústria da Figueira da Foz, um equipamento que tem como missão apoiar empreendedores e/ou projetos empresariais inovadores e proporcionar-lhes ambiente e condições apropriados para o funcionamento das suas empresas. No seu auditório, os embaixadores ficaram a conhecer a história da incubadora, a sua missão, os associados e alguns projetos que dela fazem parte. Na visita ao laboratório MAREFOZ, instalado nesta incubadora, o qual assegura a presença permanente da Universidade de Coimbra no Município da Figueira da Foz, conheceram uma empresa de produção de ouriços do mar e macroalgas.

Ainda da parte da manhã, foi possível ver mais um espaço de apoio a empreendedores e empresários pertencente ao município. No “Mercado de Ideias”, situado no Mercado Municipal da Figueira da Foz, os visitantes foram recebidos pelo vereador Nuno Gonçalves e sua equipa e ficaram a conhecer as instalações e os projetos ali instalados.

A última deslocação do dia ficou para a parte da tarde, já em Montemor-o-Velho, desta vez à INDUSSTOCK – Equipamentos para a Indústria, Lda., empresa que tem a sua atividade centrada na projeção e construção de equipamentos à medida para a indústria alimentar. À espera dos embaixadores estava o presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão. Também aqui foi possível conhecer um pouco do percurso desta empresa, assim como a sua unidade de produção.

No final deste tour empreendedor, a organização passou a mensagem de que o papel dos professores é agora orientar os alunos envolvidos no projeto no sentido de lhes fazer perceber que, “com verdadeiro espírito de equipa, é possível a diferença”.

 

 

Fonte: Município da Mealhada