“Histórias do Fogo – Relatos de Heróis com Rosto”, de Rita Fernandes Martins teve apresentação editorial ao fim da tarde do passado dia 25 de janeiro, no auditório da Biblioteca Municipal de Cantanhede.

A sessão foi presidida por Pedro Cardoso, vice-presidente da Câmara Municipal, que destacou a “escrita cativante e a arquitetura literária bem conseguida e envolvente que nos interpela a não desistir mesmo nos piores momentos”. O autarca responsável pelo pelouro da Cultura destacou ainda “a forma extraordinária como a autora e promissora escritora, resgatou do anonimato e do silêncio estes rostos, cujos testemunhos são lições de vida, testemunhos de superação e de esperança, de gente que não desistiu apesar da catástrofe, de gente determinada a vencer, exemplos de perseverança, de luta. Uma homenagem a quem não desistiu e a quem dá exemplo de gratidão e humildade”, concluiu Pedro Cardoso.

A apresentação do livro ficou a cargo de Margarida Maia, advogada e deputada da Assembleia Municipal, que aproveitou para realçar “o propósito da autora de retratar experiências de testemunhas focadas no que de positivo o grande incêndio de 15 de outubro de 2017 e nos dias que o seguiram nos trouxe, nomeadamente a capacidade humana de entrega a algo que nos suplanta”. Margarida Maia destaca a escrita da autora “ao descrever pessoas que, naquele dia, não arredaram pé e quiseram salvar outras pessoas, bens, património comum. Ou sobre o potencial de resiliência que cada um guarda dentro de si e que permitiu a extraordinária reconstrução, material e mental, a que temos vindo a assistir”.

“Histórias do Fogo – Relatos de Heróis com Rosto” é a 1.ª obra da autora, surge no âmbito da recolha de depoimentos de vários intervenientes dos grandes incêndios que em 2017 assolaram a zona centro de Portugal. Ao longo da apresentação a autora refere “que apesar do infortúnio e das adversidades que surgiram neste dia 15 de outubro de 2017, todos acreditam num futuro muito mais afortunado”. E prossegue “cada uma destas pessoas são heróis invisíveis, sem rosto, e este livro permite dar a conhecer o seu altruísmo, o seu desprendimento material, e essencialmente a sua coragem. Cada vez é mais importante valorizar pessoas como estas”, concluiu a Rita Fernandes Martins.

A cerimónia encerrou com um momento musical a cargo de Tomás Barros, um jovem autodidata, que tocou guitarra portuguesa e enterneceu todos os presentes pela beleza e qualidade da sua execução.

 

Sobre “Histórias do Fogo – Relatos de Heróis com Rosto”

Este livro pretende contar o que sucedeu nas horas do grande incêndio de 15 de outubro de 2017 e nos dias que o seguiram, e também o que mudou para todo o sempre na nossa paisagem interior. O seu propósito de retratar experiências de testemunhas focadas no que de positivo o grande incêndio de 15 de outubro de 2017 e nos dias que o seguiram nos trouxe, nomeadamente a capacidade humana de entrega a algo que nos suplanta. A autora escreve sobre pessoas que, naquele dia, não arredaram pé e quiseram salvar outras pessoas, bens, património comum. Ou sobre o potencial de resiliência que cada um guarda dentro de si e que permitiu a extraordinária reconstrução, material e mental, a que temos vindo a assistir. A autora acredita que

há que dar cara e voz a estes heróis locais e eternizar as suas histórias, contribuindo, assim, para um outro mecanismo de (re)edificação: o da fé na espécie humana. Para que nenhuma história fique por contar. Para que nada permaneça esquecido. Para que possamos acreditar no futuro.

 

Sobre Rita Fernandes Martins

Rita Fernandes Martins nasceu em Lisboa, em agosto de 1976. Cresceu em Cantanhede e foi amadurecendo um pouco por todo o lado.

Desde cedo que revelou uma apetência especial para a escrita, mas nunca a levou muito a sério. Estudou Economia e trabalhou, maioritariamente, no estrangeiro, em Jornalismo, Gestão de Projetos e Tradução. De momento, dedica-se, entre muitas outras atividades, a um pedaço de terra que a escolheu como guardiã, no sopé da Serra do Açor e a fez querer enraizar.

“Histórias do Fogo – Relatos de Heróis com Rosto” é o seu primeiro livro e surge em resultado do grande incêndio de outubro de 2017 que assolou o Centro de Portugal.

 

 

Fonte: Município de Cantanhede