É já no próximo dia 20 de outubro que se realiza, em Lisboa, uma das mais populares provas de atletismo de Portugal – a Luso Meia Maratona. Mantendo o seu compromisso de sustentabilidade, a Água de Luso volta a desafiar todos os praticantes desta modalidade a correr pela Serra do Bussaco.

Em março deste ano, os participantes contribuíram para a reflorestação e preservação do património hídrico do Luso com trinta e cinco mil árvores, desta vez, os atletas vão dar mais vida à Serra do Bussaco, já que a Água de Luso vai oferecer à Mata do Bussaco mobiliário de jardim produzido com materiais cem por cento reciclados, promovendo uma nova experiência de passeio numa das Matas Nacionais mais ricas em património natural, arquitetónico e cultural, e que é este ano é candidata a Património Mundial da UNESCO –  Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Esta é uma corrida pela preservação do ecossistema natural da Serra do Bussaco e pela melhoria das infraestruturas da Mata do Bussaco onde, futuramente, todos terão oportunidade de desfrutar dos tradicionais piqueniques em contacto direto com a natureza, respirar ar puro, fazer um passeio pedestre e conhecer mais sobre a origem da Água Mineral Natural de Luso.

A Luso Meia Maratona de vinte e um quilómetros tem início na Ponte Vasco da Gama, termina na Praça do Comércio, em frente ao rio Tejo, e volta a trazer grandes nomes do atletismo nacional e internacional à capital.

Nas maiores provas de corrida em Portugal bebe-se Água de Luso e corre-se pela preservação do património hídrico do Luso.

“Proteger e valorizar o ecossistema da Serra do Bussaco, preservando a origem da Água de Luso é a nossa principal missão, a par da promoção de estilos de vida saudáveis. Esta iniciativa permite-nos partilhar estes objetivos com os atletas e consumidores, resultando num benefício para um ecossistema ainda mais rico do qual todos podemos usufruir”, afirma Sara Ornelas, responsável de Marketing da Água de Luso.

 

Imagem de José Moura