Cerca de 500 idosos integrados nas respostas sociais das IPSS do concelho de Cantanhede participaram no Arraial Popular – Santos em Festa promovido pela Câmara Municipal.  O evento decorreu no Pavilhão Marialvas, sob coordenação do Serviço Municipal de Acão Social, que contaram para o efeito com a colaboração das técnicas e funcionárias das entidades envolvidas. A animação musical esteve a cargo da Philarmonia –  Associação Arte e Cultura do Concelho de Cantanhede que criou o ambiente propício para as danças dos participantes, ao som dos velhos tempos da sua mocidade.

Além do arraial, outra atividade que registou bastante adesão foi a apresentação das criativas quadras populares elaborados pelos idosos das IPSS. No final, o lanche partilhado ficou marcado por uma animação surpresa, quando irromperam em desfile pelo Pavilhão “Os Marialvas” os grupos de marchas populares do Centro Social e Comunitário da Varziela, da Associação Social Cultural e Recreativa da Camarneira e do Projeto de Intervenção Comunitária Contrato Local de Desenvolvimento Social Cantanhede 4G.

Para a Vereadora do Pelouro da Solidariedade e Ação Social, Célia Simões “o balanço do evento foi extremamente positivo, pois serviu para quebrar rotinas e reverteu num excelente intercâmbio entre pessoas que vivem realidades semelhantes e que valorizam muito estas oportunidades de convívio”. A autarca considera “muito gratificante o entusiasmo vivido no arraial a propósito dos santos populares, uma experiência que vamos repetir, porque deste modo estamos efetivamente a combater o isolamento social e a promover o bem-estar da população”. Célia Simões destaca ainda “a forte motivação da vasta equipa envolvida na organização, uma equipa constituída por técnicas da Câmara Municipal e das instituições de solidariedade social intervenientes. O espírito de parceria funcionou em pleno e nós vamos mantê-lo em futuras edições”, sublinhou.

O Arraial Popular – Santos em Festa foi programado no âmbito de uma reunião do Conselho Local de Ação Social de Cantanhede, na sequência dos encontros e partilhas de saberes entre as entidades de solidariedade social. Além do Município de Cantanhede, na organização estiveram envolvidas 21 entidades, designadamente as IPSS do concelho com valências para idosos, e as beneficiárias do Contrato Local de Desenvolvimento Social CLDS 4G, através do projeto CLDS Cantanhede 4G – Intervir, Integrar e Incluir. Este é um projeto de desenvolvimento comunitário, cuja entidade coordenadora da parceria é a AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego. O CLDS Cantanhede 4G visa, sobretudo, intervir junto do tecido populacional em situação de vulnerabilidade social, com especial enfase na população idosa, com vista a minorar as situações de isolamento e/ou solidão, promover a aproximação aos serviços e potenciar a satisfação/diminuição das necessidades fundamentais dos destinatários diretos abrangidos. 

 

Fonte: Município de Cantanhede