A Escola Profissional Vasconcellos Lebre (EPVL), da Mealhada, e o Instituto Politécnico de Coimbra (IPC) assinaram, hoje, na Câmara Municipal da Mealhada, um protocolo de cooperação que, entre outros instrumentos de colaboração, permitirá uma parceria estratégica entre as duas instituições e, ainda, a realização, no ano letivo de 2019/20, de Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) que, na prática, significarão a oferta de ensino superior no território do concelho da Mealhada.

“Trata-se de um importante momento da história da EPVL e uma conquista para a qual a EPVL e o IPC trabalharam desde há um ano e que já tínhamos em mente há muito tempo. Para além de um passo relevante em termos de notoriedade, este protocolo dará à escola uma resposta de parceria estratégica fundamental e continuidade na educação, de coerência e prossecução de uma valorização pessoal pelo trabalho e pelo estudo que em muito favorecerá os nossos alunos hoje e especialmente no futuro”, afirmou, no final da cerimónia protocolar, o gerente da EPVL, Nuno Canilho.

O Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) é um ciclo de estudos de ensino superior com 120 ECTS (créditos) e dois anos letivos de duração, constituídos por um conjunto de unidades curriculares organizadas em componentes de formação geral e científica, formação técnica e formação em contexto de trabalho, que se concretiza através de um estágio. Um CTeSP confere um diploma de técnico superior profissional de nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações nas áreas de formação que ministra. Os titulares de diploma de técnico superior profissional podem aceder e ingressar nos ciclos de estudos de licenciatura e integrados de mestrado através de um concurso especial próprio a si destinado, adquirindo o respetivo grau académico.

Jorge Conde, presidente do IPC, salientou o facto deste protocolo com a EPVL, que é o primeiro daquele instituto politécnico com uma escola profissional, visar a criação de uma rede regional que permita aos estudantes que concluam os cursos de formação profissional de nível secundário ou equivalente que tenham prioridade na ocupação de até 50% das vagas que sejam fixadas nos cursos técnicos superiores profissionais ministrados nas Unidades Orgânicas do IPC e para os quais reúnam as condições de ingresso.

De ora em diante, os titulares de um Diploma de Curso Técnico Superior Profissional da EPVL podem apresentar a sua candidatura às vagas dos cursos de Licenciatura que o IPC venha a fixar anualmente para os titulares destes cursos, no âmbito do Regime dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso.

 

Fonte: Município da Mealhada