É inaugurado amanhã, às 18h30, na Junta de Freguesia da Cordinhã, concelho de Cantanhede, pelo Secretário de Estado do Ambiente, João Ataíde, o 1.º Centro Comunitário de Lavagem de Pulverizadores e Tratamento de Efluentes Fitossanitários em Portugal. Esta tecnologia de proteção ambiental vai servir duzentos e cinquenta viticultores da região e a sua instalação resulta de uma parceria entre a Junta de Freguesia da Cordinhã e a Syngenta.

Pedro Carrana, presidente da Junta de Freguesia da Cordinhã, explica que: «este equipamento está inserido num conjunto de legislação que visa promover as boas práticas agrícolas, nomeadamente, o tratamento e encaminhamento correto de resíduos, e vai beneficiar duzentos e cinquenta agricultores de pequena dimensão da nossa freguesia».

O sistema Héliosec, oferecido pela Syngenta à autarquia, funciona por desidratação natural através do vento e da temperatura e elimina definitivamente os restos de calda e as águas residuais de lavagem dos pulverizadores.

«Estamos numa zona de grande produção vitivinícola onde se fazem muitos tratamentos nas vinhas durante a campanha. Os agricultores têm necessidade de soluções para gerir de forma correta o resíduo resultante da lavagem dos seus pulverizadores. O sistema Héliosec é uma das formas que a Syngenta encontrou para ajudar os agricultores a praticar uma agricultura sustentável e amiga do ambiente», explica Mário Casimiro, Técnico da Syngenta na região Centro.

Esta ação enquadra-se no âmbito do The Good Growth Plan, o compromisso da Syngenta a nível mundial para tornar as culturas agrícolas mais eficientes, respeitando o ambiente e as pessoas. Em Portugal, a Syngenta já formou mais de cinco mil agricultores sobre Boas Práticas relacionadas com o uso de produtos fitofarmacêuticos.

 

Fonte: Syngenta

Imagem de Arquivo com Direitos Reservados