Por estes dias, tenho observado muitas famílias a passear. Fartos do confinamento, aproveitam para sair, para respirar ar fresco. Pois, os bonitos dias já estão de volta. A primavera está cá. Nada melhor para poder aproveitar esse ambiente bucólico… se não fosse a mancha no quadro idílico: o lixo.

E que tal aproveitar esses passeios para fazer duas coisas extras, limpar as nossas paisagens e educar os nossos filhos? O leitor com certeza vai concordar comigo que nada melhor do que o exemplo para dar educação. O que eu lhes proponho chama-se “plogging”, palavra que parece inglesa, mas que, na verdade, tem origem na Suécia, onde a prática começou em 2016. Foi Erik Ahlström que lançou a ideia. Plogging junta “plocka upp”: apanhar e jogging, e significa fazer uma corrida e apanhar o lixo. Nem precisa de correr, caminhar já basta. Essa atividade já é praticada em vários países por muitas pessoas e associações. No meu caso, faço parte da Associação Cultural e Desportiva da Pedralva e fui convidado a fazer essa atividade pelo amigo e também membro, Fred José, que é mesmo um desportista. Eu já era adepto da causa ecológica, e adoro as nossas paisagens. Então, não foi nada difícil lançar-me nessa atividade.

 

Agora, já fiz várias vezes plogging.

 

Convido-os também; nada mais fácil. Para isso, basta levar um saco de lixo. O saco que usei na foto é transparente, para poder mostrar o lixo que se recolhe. Mas convém levar um saco de melhor qualidade. A minha arma secreta é um par de tenazes de lareira para poder apanhar o lixo sem precisar de lhe tocar. Também levo na minha mochila um par de luvas de látex e álcool gel, mas até agora nunca precisei deles. A maioria do lixo que se encontra são garrafas plásticas, embalagens, pacotes de cigarros etc. Para não andar para trás e para frente com o saco, costumo fazer a recolha do lixo no caminho de volta.

Na primeira vez, alguns podem sentir uma certa vergonha, incómodo pelos olhares dos outros. Mas lembrem-se de que quem tem que ter vergonha são aqueles que põem lixo para o chão.

A boa notícia é que não leva muito tempo a encher o saco. O saco de 15 litros que eu levava, levou 20 minutos a encher. A má noticia… pois, isso: levei só 20 minutos. Isso significa que ainda há muito lixo por aí.

Mais uma vez, convido-os: 15 litros cada um; milhares de litros, pronto!

 

A ADCP em parceria com outras associações e a Freguesia de São Lourenço lançaram um hashtag para as suas fotos de limpeza #LIMPEZAAOQUADRADO.

Bom passeio.

 

Artigo de Carlos Filipe Da Silva Costa

Membro da Associação Desportiva e Cultural da Pedralva