Sob o mote “Doar Parte de Si”, a Associação Portuguesa Contra a Leucemia (APCL) acaba de lançar uma campanha a apelar à solidariedade dos portugueses através da consignação do IRS. A doação de 0,5% do imposto a favor do Estado à APCL não representa qualquer custo ou perda de benefício fiscal e ajudará a associação na batalha contra a Leucemia vivida por doentes e suas famílias.

“Para quem doa é um pequeno valor; para a APCL esse valor pode significar muito. Todos os donativos são sempre bem-vindos, contudo a consignação do IRS é provavelmente a única forma de doar sem custos”, refere Carlos Horta e Costa, Vice-Presidente da APCL. “Estes donativos são essenciais para continuarmos a prestar ajuda financeira a doentes com leucemia e suas famílias e para garantirmos a continuidade à construção da primeira casa de acolhimento para doentes com leucemia e seus familiares em Lisboa”, acrescenta.

Os fundos angariados permitirão à APCL não só continuar a dar apoio financeiro a doentes e suas famílias, em situação de carência, como também dar continuidade ao projeto de cariz social “Porto Seguro”, que será a única casa de acolhimento em Lisboa para  doentes hemato-oncológicos, a transplantar ou em fase de terapêutica, e respetivo agregado familiar, para que durante o período de tratamentos e isolamento inerente à recuperação possam permanecer e acompanhar o doente, criança ou adulto, proporcionando o suporte emocional fundamental à recuperação de forma presencial.

Este projeto surge no âmbito da missão da APCL no que toca ao apoio aos doentes com leucemia, e partiu da necessidade crescente que a Associação sentiu de apoiar famílias carenciadas com necessidade de se deslocar a outra cidade para se submeter a um transplante de medula óssea ou para acompanhar um familiar nessas circunstâncias. Em Portugal existem poucas Unidades de Transplante de Medula óssea, centralizadas em Lisboa, Porto e Coimbra.

Ao preencher a declaração anual de IRS Modelo 3 (em papel ou on-line), no Quadro 11 (Instituições Particulares de Solidariedade Social ou Pessoas Coletivas de Utilidade Pública, faça uma cruz no Campo 1101 e coloque o NIPC (nº de identificação de pessoa coletiva) da APCL no espaço à frente: 505 945 401. Sem qualquer custo para si, poderá dar um donativo correspondente a 0,5% do valor liquidado no IRS. É ainda possível prescindir do benefício de 15% do IVA suportado no abate à coleta do IRS, doando o Estado esse valor à Associação Portuguesa Contra a Leucemia. Este donativo em nada a afeta o que eventualmente tenha a receber das finanças. Saiba mais sobre a consignação do IRS à APCL aqui.

Fundada em 2002, como resultado da iniciativa de um conjunto de doentes que sobreviveram a patologias do foro Hemato-Oncológico (Leucemias e Linfomas) e de um grupo de médicos do Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil (IPOFG) de Lisboa que os trataram, a APCL tem como missão contribuir, a nível nacional, para aumentar a eficácia do tratamento das Leucemias e outras neoplasias hematológicas afins.

 

 

Imagem: Bru-nO (https://pixabay.com/pt)