Depois do ‘Nossa Missão Baga Pre-Phylloxera tinto 2016’ ter sido eleito para integrar o ‘TOP 100 Wine Discoveries 2020’ da publicação Robert Parker – The Wine Advocate, é tempo de revelar boas novas que ainda ecoam do ano transato. A lista de vencedores do ‘Concurso de Vinhos CA 2020’ revela-nos que é da Bairrada o melhor vinho tinto – também ele um Baga em extreme – desta competição, organizada pelo Crédito Agrícola, em parceria com a Escanções de Portugal.

Se o ‘Foral de Cantanhede Gold Edition Baga tinto 2011’ chegou ao topo do pódio, ao arrecadar a Grande Medalha de Ouro na categoria de vinhos tintos, o ‘Marquês de Marialva Arinto Reserva branco 2019’ conquistou uma Medalha de Ouro. Em comum têm o terroir de Cantanhede e a autoria a cargo da Adega de Cantanhede, o que é revelador de um trabalho de qualidade e muita consistência.

São ainda ambos monocastas: se o primeiro dá palco à Baga, a casta rainha da Bairrada; o ‘Marquês de Marialva’ elege a Arinto, amplamente conhecida e usada nas várias regiões vitivinícolas portuguesas. Curioso o facto de serem duas castas que primam por uma elevada acidez, o que dá origem a vinhos vibrantes, com bom potencial de guarda e perfil gastronómico.

Provados às cegas por um júri composto por escanções, enólogos, enófilos e jornalistas do sector, foram 183 os vinhos que integraram o ‘Concurso de Vinhos CA 2020’. Entre espumantes, brancos e tintos, vieram das várias regiões vitivinícolas do país, com origem em 109 produtores. Da lista de vencedores fazem parte sessenta vinhos, no total: três arrecadaram Grande Medalha de Ouro, um em cada categoria; e cinquenta e cinco foram distinguidos com Medalhas de Bronze, Prata e Ouro, “transformadas” em Tambuladeiras dos Escanções de Portugal.