Está a circular, nas redes sociais, uma campanha pedindo às pessoas para lançarem balões brancos, às 23h59, na noite de passagem de ano, em memória dos que morreram no ano de 2020. As largadas de balões são vistas como símbolo de festa e celebração. Contudo, refletem um preço caro para o ambiente, espalhando resíduos de plástico, borracha e de outros materiais poluentes no solo, nos rios ou no mar, afetando animais terrestres e marinhos que os confundem com alimento.

É urgente travar o lançamento de balões, e, neste sentido, o movimento “Não Lixes” avançou com a campanha “Não Lixes a Passagem de Ano com lançamento de balões. Em vez disso, acende uma vela à janela pelas vítimas da Covid”.

Ciente do impacto que esta campanha tem, o Centro de Interpretação Ambiental associou-se ao Movimento Cívico “Não Lixes”, apelando a todos para que se juntem a esta causa e que partilhem a informação nas redes sociais.

Respeite as vidas perdidas em 2020 sem colocar em causa outras vidas. “O ambiente agradece e o ambiente somos todos nós”. 

 

 

Centro de Interpretação Ambiental – Mealhada

Imagem: karosieben (https://pixabay.com/pt)