Fiscais municipais garantem o cumprimento do estipulado no Plano de Contingência, no que se refere ao Mercado Municipal e Feira Semanal de Águeda

O Mercado Municipal de Águeda, que foi o único da região que não encerrou ao público no primeiro Estado de Emergência, está a funcionar com todas as regras sustentadas pela Direção-Geral de Saúde. A Câmara de Águeda cedo adotou as medidas necessárias para cumprir todos os pressupostos recomendados pela DGS e alinhados com o Plano de Contingência municipal.

No sábado passado não foi exceção, o que pode ser comprovado pelo relatório da fiscalização municipal, que esteve no local (mercado e feira semanal) desde as 5h15 e durante toda a manhã. Foram colocadas baias com a sinalização Entrada/Saída, nas entrada Sul, Norte e Nascente do mercado, bem como sinais de trânsito para apontar o circuito a fazer (um indicando sentido proibido e outro indicando sentido obrigatório).

Foram também colocadas baias a fechar as entradas pedonais da feira, junto da Avenida 25 de Abril e na entrada Nascente e uma outra trancada com uma corrente na entrada poente da feira. Foram colocados os suportes com os avisos das normas a ter em conta devido à SARS-Cov-2 e os dispensadores de álcool gel.

Já no mercado, para além dos dispensadores de pé de álcool gel nas entradas poente e sul, os fiscais municipais, utilizando borrifadores, asseguraram que todos quantos acediam ao interior do mercado pudessem receber álcool gel diretamente nas mãos. Foi ainda controlado se as pessoas estavam a utilizar a máscara e se era garantido o distanciamento social dentro do mercado.

Segundo o relatório da fiscalização municipal, o movimento de pessoas para o interior do mercado manteve-se controlado durante toda a manhã, não tendo sido necessário impedir o acesso dos munícipes.

Tendo em conta o pouco movimento de pessoas, cerca das 11h45 foi retirada a sinalização e as baias e, às 12h20, os dispensadores de pé de álcool gel. Não obstante, até às 13 horas a fiscalização continuou a controlar o uso de máscara e o distanciamento social no interior do Mercado Municipal.

 

 

Fonte: Município de Águeda