Realizou-se de 29 de setembro a 5 de outubro no Algarve (Vale de Lobo) o Campeonato Nacional de Veteranos. Os jogadores da região de Aveiro, José Alberto Pereira, Mauri Gomez, Miguel Gomez, Patrícia Couto, Célia Sá, Deolinda Duarte, António Moreira, Ernesto Sousa e Rui Marques, sagraram-se campeões nacionais nas provas de singulares e pares. Enquanto que foram vice-campeões, Deolinda Duarte e António Moreira em singulares, e Bento Queiroz (filho), Bento Queiroz (pai), em pares masculinos (+ 35) e mistos (+ 60), respectivamente. O Anadiense António Carrinho atingiu duas meias finais do escalão de 55 anos (singulares e pares masculinos)

A Pacense Patrícia Couto do Clube de Ténis de Paços de Brandão, venceu a final do escalão de 35 anos frente a Sandra Valente do Clube Internacional de Futebol, por 6-0 e 6-2. Na meia final Patrícia Couto impôs-se a Barbara Lopes (Carcavelos ténis) por 6-2 e 6-0. Enquanto que na outra meia final Sandra Valente, venceu Sike Buss (Clube de Torres Vedras), por 6-3 e 6-4. Com esta vitória Patrícia Couto renovou os títulos conquistados no escalão de + 30 anos.

No escalão de + 35 anos, variante de pares, o Aguedense Bento Queiroz ( filho ), a representar o clube da sua cidade natal, ao lado do Pacense José Relvas ( Clube de Ténis de Paços de Brandão ), sagraram-se pela primeira vez vice-campeões nacionais, frente a dupla da seleção nacional deste escalão, Gonçalo Pereira ( Clube Escola de Ténis de Oeiras ) e Matthieu Garcia (Clube de Ténis do Porto ), que venceram por 6-2 e 7-5.

O Feirense Mauri Gomez (Clube de Ténis do Porto ), defendia o titulo conquistado em 2019 ( o quinto consecutivo ), no escalão de + 40 anos, no entanto foi travado neste desígnio pelo Conimbricense Matthieu Garcia também a defender as cores do clube Portista, em três partidas, com os parciais de 1-6, 6-2 e (10-8) no super tie break, concluindo este encontro, que teve nesta ultima partida grande emoção e equilíbrio no marcador.

Na meia final Matthieu Garcia, venceu Jerónimo Ferreira (Clube de Ténis de Viana), por 6-1 e 6-4. Enquanto que na outra meia final Mauri Gomez venceu João Marques (Academia Ténis João Marques), por 6-0 e 6-3.

Na variante de pares os irmãos Gomez (Mauri e Miguel), revalidaram o título conquistado em 2019, frente a dupla Alexandre Sanches / João Marques, por 6-2 e 6-3. De recordar que este foi o terceiro troféu conquistado pela dupla Gomez.

O também Feirense Antonio Moreira (Clube Sportivo Nun´Alvares) sagrou-se vice-campeão Nacional, tendo sido derrotado na final do escalão de + 50 anos pelo Algarvio Nuno Delfino (Algarve Ténis), em duas partidas por 6-1 e 6-2.

Na variante de pares do escalão de + 45 anos, António Moreira ao lado do Portista Frederico Fauvelet (Clube de Tenis do Porto), renovou o titulo alcançado em 2019, vencendo na final a dupla do Law Tennis Club da Foz, Francisco leitão e Gonçalo Gomes, em três equilibradas partidas por 6-7, ( 2/7 ) no tie break, 6-4 e ( 11-9 ) no super tie break.

Ainda no escalão de + 45 anos, variante de pares femininos, a Valecambrence, Deolinda Duarte ( Clube de Tenis de Azeméis ) ao lado da leirense Paula Falcão ( Clube escola de Tenis de Leiria ), sagraram-se campeãs Nacionais de pares femininos, vencendo na final a dupla do Clube Internacional de Tenis de Leiria, Sonia Marques e Susana Santos, em três partidas por 5-7, 6-2 e ( 10-2 ) no super tie break.

No escalão de + 50 anos femininos destaque para o domínio das jogadores da região de Aveiro, com a final entre a Oliveirense Célia Sá (Clube de Ténis de Paços de Brandão) e a Valecambrence Deolinda Duarte (Clube de Tenis de Azeméis ), tendo a vitoria sorrido a Célia Sá, que se impôs em duas partidas por 6-1 e 6-4.

O Anadiense António Carrinho (Grupo Desportivo e Cultural da CIRES ), esteve em bom plano, com a presença em duas meias finais do escalão de + 55 anos. Na prova de singulares foi afastado pelo Leiriense Jorge Almeida (Beloura Tennis Academy ), por 6-0 e 6-1. Enquanto que na prova de pares, ao lado do Portista José Silva ( Clube de Tenis do Porto ), também foram afastados na meias finais, desta vez pelos “ eternos “  campeões Nacionais ( somam 21 titulos ) e vice-campeões do Mundo ( troféu alcançado em 2019, nos Mundiais de equipas disputado em Lisboa ), Paulo Travassos e João Freitas ( dupla do Clube de Tenis do Estoril ), por 6-4 e 6-1.

O Vareiro José Alberto Pereira, a representar o Clube de Ténis de Lagos, e número 3 do ranking nacional, esteve em grande destaque conquistando os títulos nacionais de singulares e pares mistos no escalão de 60 anos. Na variante de singulares José Alberto Pereira, venceu na final o actual número 1 nacional o Portista Vítor Pereira (Clube de Tenis do Porto ), em três partidas, com os parciais de 4-6, 6-2 e ( 10-5 ) no super tie break.

Nas meias finais José Alberto Pereira, venceu Luís Azevedo (Clube de Ténis de Setúbal ), por 6-3 e 6-4. Enquanto que na outra meia final Vítor Pereira, venceu o Algarvio Raul Ferreira ( Vale de Lobo Tennis Academy ), por 6-1 e 6-0.

Na variante de pares mistos José Alberto Pereira ao lado de Anabela Carlos ( Clube de Ténis do Estoril ), venceram na final a dupla Ana Amaro ( Lisboa Raquete Center ) e Bento Queiroz ( pai ) a representar o Clube de Tenis de Espinho, por um duplo 6-3.

No mesmo escalão o Pacence Ernesto Sousa (Clube de Tenis de Paços de Brandão ), conquistou este titulo nacional de pares masculinos, ao lado de Silvino Menezes ( Clube de Tenis do Porto ), venceram a final de pares, frente a dupla Manuel Coimbra ( Beloura Tennis Academy ) e Raul Ferreira ( Vale de Lobo Tennis Academy ), em três partidas por 3-6, 6-3 e ( 10-2 ) no super tie break.

Por ultimo no escalão de + 65 anos, o Albergariense Rui Marques (Clube de Tenis de Paços de Brandão ) ao lado de Teresa Simões do Carcavelos Tenis, renovaram o titulo, vencendo na final a dupla do Clube Internacional de Futebol, João Paulo Santos e Margarida Araújo, por 6-3 e 6-2.

Caso inédito a presença na mesma edição dos nacionais individuais de veteranos, a presença de pai e filho, tendo ambos se sagrado vice-campeões nacionais, Bento Queiroz (filho ) na variante de pares masculinos de + 35 anos, e Bento Queiroz ( pai ), na variante de pare mistos + 65 anos.

 

Participaram neste nacional de veteranos, um total de duzentos e cinquenta e sete tenistas femininos e masculinos, distribuídos por quinze escalões. A região de Aveiro esteve representada com vinte jogadores, que disputaram onze escalões.

 

Resumo dos 16 títulos conquistados pelos jogadores da região de Aveiro:

 

Patrícia Couto – 1 título de Campeão Nacional

Bento Queiroz (filho) – 1 título de vice-campeão nacional

José Relvas – 1 título de vice-campeão nacional

Célia Sá – 1 título de Campeã Nacional

Deolinda Duarte – 1 título de vice-Campeã Nacional

1 titulo de vice-campeã Nacional

Miguel Gomez – 1 título de Campeão Nacional

Mauri Gomez – 1 título de Campeão Nacional

1 titulo de vice-campeão Nacional

António Moreira – 1 título de Campeão Nacional

1 titulo de vice-campeão Nacional

Rui Marques – – 1 título de Campeão Nacional

Ernesto Sousa – 1 título de Campeão Nacional

José Alberto Pereira – 2 títulos de Campeão Nacional

Bento Queiroz (pai ) – 1 título de vice-campeão nacional