A Câmara da Mealhada aprovou, na última reunião do Executivo Municipal, o lançamento do concurso público para realização da empreitada de “Requalificação Urbanística do Centro Histórico de Mealhada – Requalificação das Ruas Visconde Valdoeiro, Cerveira Lebre, Capitão Cabral e Dr. Luís Navega”, um investimento superior a 1,6 milhões de euros (+IVA) e com um prazo de execução de 18 meses. Nos próximos dias será lançado também o concurso para o projeto de parque de estacionamento no centro histórico.

A “Requalificação urbanística do centro histórico” vai incidir sobre as ruas Visconde Valdoeiro e Cerveira Lebre (com a melhoria de espaços pedonais, zonas de aparcamento e melhoria de acesso ao Centro Escolar da Mealhada) e as ruas Capitão Cabral e Dr. Luís Navega (troço que vai da rotunda do Cineteatro à Estação da CP). Estão previstos trabalhos de demolições, de pavimentos, arruamentos e passeios, de marcas rodoviárias horizontais e verticais, de abastecimento de água, de drenagem de águas pluviais e residuais.

O concurso agora lançado, que estabelece o prazo máximo de execução da obra de 18 meses, refere que a empreitada será feita em duas fases: a primeira, a incidir nas ruas Visconde Valdoeiro e Cerveira Lebre e, a segunda fase, nas ruas Capitão Cabral e Dr. Luís Navega, de forma a que se evite o corte de trânsito em todo o centro histórico, o que constituiria um grave prejuízo para todos os munícipes e, consequentemente, para o interesse público municipal.

Na mesma reunião foi aprovado o projeto de execução da “Requalificação do vazio urbano com parque de estacionamento no centro histórico da Mealhada”, uma obra que vai permitir a ligação entre a Avenida Manuel Lousada, a Rua Branquinho de Carvalho, a Rua das Oliveiras e a Rua 27 de Setembro. Esta intervenção, há muito desejada, permitirá uma melhoria significativa no tráfego viário e pedonal, bem como criar um parque de estacionamento no centro histórico da cidade.  O concurso será lançado nos próximos dias, com um valor base de valor estimado para a obra é de 590 mil euros (+IVA), e o prazo de execução é de dez meses.

Ambas as obras fazem parte do Plano de Ação de Regeneração Urbana da Mealhada (PARU), sendo objeto de candidaturas a fundos comunitários (Programa 2020, Fundo FEDER).

Rui Marqueiro, presidente da Câmara da Mealhada, sublinha que o PARU é um projeto fundamental para o reequilíbrio da cidade e a melhoria do espaço público. “Foi feita uma requalificação do espaço central da Mealhada e, com esta obra, procuramos requalificar outros espaços que fazem também parte do centro da cidade no sentido de a tornarmos mais apetecível, potenciar o comércio e criar melhores espaços de circulação para peões e automóveis”. “É um projeto no qual temos trabalhado há largos meses e que, com o lançamento do concurso, começa agora a chegar à fase que todos queremos, que é a de obra”, sublinha o autarca.

 

 

Fonte: Município da Mealhada