O Município de Oliveira do Bairro decidiu cancelar a edição deste ano do seu Orçamento Participativo, face à situação atual de pandemia.

A proposta do Coordenador da iniciativa, Miguel Duarte, foi aprovada em Reunião de Câmara, tendo em conta a impossibilidade de realização das sessões de esclarecimento, que iriam decorrer em todas as freguesias do Concelho, e a dificuldade, dada a situação de pandemia, de os potenciais proponentes recolherem informação e orçamentos para avançarem com as suas propostas, numa altura em que as pessoas se encontram, por razões óbvias, mais preocupadas com o combate à COVID-19.

De acordo com Duarte Novo, Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, neste momento “a saúde pública sobrepõe-se a todos os outros interesses e o nosso foco está na prevenção e controlo da propagação da COVID-19, sendo preferível esperar e fazer bem feito em 2021, do que avançar agora, sem condições para uma participação normal dos nossos munícipes”.

Relembre-se que a 3.ª edição do Orçamento Participativo de Oliveira do Bairro, apresentada no dia 27 de fevereiro, previa uma verba disponível de 205.200€, a mais alta das três edições, correspondente a 1% do valor do Plano Plurianual de Investimentos em vigor.

 

Sobre o Orçamento Participativo

O Orçamento Participativo é um mecanismo institucional de democracia participativa, que permite aos cidadãos influenciar ou codecidir sobre os orçamentos públicos. O seu principal objetivo é o de dar aos cidadãos a possibilidade de intervirem ativamente nas decisões políticas de uma determinada área territorial e uma forma de os próprios cidadãos expressarem as suas ideias, de se sentirem representados e de se identificarem com aqueles que os lideram.

A implementação do Orçamento Participativo do Município de Oliveira do Bairro inspira-se nos valores da democracia participativa e da participação na vida pública.

 

 

Fonte: Município de Oliveira do Bairro