A G.P.S. – Gestão de Participações Sociais, S.G.P.S., S.A, com sede em Louriçal (Pombal), foi a única entidade que se propôs a comprar a Escola Profissional Vasconcellos Lebre. A hasta pública decorreu esta manhã no Cineteatro Messias, altura em que a única proposta, no valor de 491 mil euros, foi aberta e apresentada publicamente.

Segundo o documento apresentado, a empresa tem participações na Escola Profissional Mariana Seixas, na Escola Profissional e Artística da Marinha Grande, na Escola Técnica e Profissional do Ribatejo, S.A, na Escola Técnica e Profissional de Mafra, no Colégio Dr. Luís Pereira da Costa (Monte Redondo) e no Colégio Oriente, S.A (Sacavém).

Durante a hasta pública, foram ainda lidas declarações de garantia da empresa com enfoque para a permanência da sede da EPVL na Mealhada, a manutenção do nome e seus ativos principais, tais como, o imóvel, os alunos e os professores.

O júri deliberou, por maioria, que a proposta está regularmente instruída, tendo sido admitida.

Esta quinta-feira, 14 de maio, realizar-se-á uma reunião extraordinária da Câmara da Mealhada, na qual será indicada uma data para realização da Assembleia Municipal também extraordinária, órgão que colocará à votação dos deputados municipais da Mealhada a venda da EPVL à G.P.S. – Gestão de Participações Sociais, S.G.P.S., S.A., cujo “o procedimento de hasta pública se realizou com observância das normas legais”.

 

 

Texto de MSL

Imagem de Arquivo