A Água de Luso ofereceu à Fundação Mata do Bussaco 28 bancos de jardim, três ecopontos, uma casinha de brincar e um jogo do galo feitos a partir de materiais reciclados, para serem instalados na Mata Nacional do Bussaco. A iniciativa de mecenato resulta do desafio lançado aos atletas que participaram na Luso Meia Maratona – uma das mais populares provas de atletismo de Portugal – para “correr pela Serra do Bussaco”.

Recorde-se que já em março de 2019 a Água de Luso contribuiu para a reflorestação e preservação do património hídrico do Luso com 35.000 árvores, que serão plantadas, até março de 2020, na serra do Bussaco, no concelho da Mealhada, onde se encontram precisamente os aquíferos desta prestigiada marca de água portuguesa.

Agora, a Água de Luso decidiu oferecer mobiliário de jardim “amigo do Ambiente”, produzido com materiais reciclados, que, na opinião da Água de Luso, “irão promover uma melhor experiência de passeio numa das Matas Nacionais mais ricas em património natural, arquitetónico e cultural e que é, neste momento, candidata a Património Mundial da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura)”.

Os novos equipamentos de materiais reciclados, que poderão ser vistos já a partir de amanhã na Mata Nacional do Bussaco, visam, na opinião de Sara Ornelas, responsável de Marketing da Água de Luso, “proteger e valorizar o ecossistema natural da Serra do Bussaco, promover estilos de vida saudáveis” e “contribuir para a melhoria das infraestruturas da Mata do Bussaco onde, futuramente, todos terão oportunidade de desfrutar dos tradicionais piqueniques em contacto direto com a natureza, respirar ar puro, fazer um passeio pedestre e conhecer mais sobre a origem da Água Mineral Natural de Luso, que tem de ser preservada”.

 

 

Fonte: Fundação Mata do Bussaco

Imagem: João Silva / Escolíadas