O Som e a Fúria e a Câmara Municipal de Anadia organizam a ante-estreia, no próximo sábado, 11 de janeiro, de O FILME DO BRUNO ALEIXO, de João Moreira e Pedro Santo, rodado no concelho de Anadia e com o apoio do Município de Anadia e do Club de Ancas/CineClub Bairrada. Pelas 18 horas, dar-se-á uma conferência de imprensa, seguida de um Espumante de Honra, no Museu do Vinho da Bairrada, e, pelas 21h 30m, a exibição do filme acontece no Cineteatro de Anadia com a presença dos realizadores e dos actores, seguido de convívio final no bar com Espumante de Honra.

Entre os convidados, a organização tem confirmada a presença dos realizadores, do produtor e diretor de produção e dos atores Adriano Luz, Rogério Samora, Gonçalo Waddington e José Neto.

O Filme do Bruno Aleixo, assim que é intitulado, apresenta o homónimo Ewok disfarçado, que se reúne com a malta para debater ideias para um filme sobre a sua pessoa. Aqui, o filme joga-se com o estilo trocista e tão português do legado do Aleixo, mas deixa marcas para uma metalinguagem aos caminhos acostumados do cinema português. Na direção, encontramos João Moreira e Pedro Santo, os criadores destas personagens, que operam como realizadores, argumentistas e, incontornavelmente, os atores vocais. Quanto ao “físico”, este é emprestado pela habitual animação ou reencarnado por atores reconhecidos da nossa praça: Rogério Samora, Adriano Luz, José Raposo, Gonçalo Waddington, o apresentador Fernando Alvim e o zeitgeist Manuel Mozos como Aires, o dono do café diversas vezes ridicularizado por Bruno Aleixo.

O sucesso do programa de rádio e de televisão, Bruno Aleixo, chega ao formato cinema através de uma improvável produtora, O Som e a Fúria. Contudo, a aposta neste spin-off cinematográfico da popular personagem coimbrã de humor procrastinado e da sua trupe (O Homem do Bussaco, O Busto, Renato, Seu Jaca) tem como propósito dinamizar e reinventar o que se entende por cinema autoral.

 

 

Fonte: Clube de Ancas

Imagem com Direitos Reservados